John Holt, lenda do reggae jamaicano, morre aos 69 anos

Músico foi autor de “The Tide is High”, faixa que se tornou sucesso com a banda Blondie

Redação Publicado em 20/10/2014, às 14h35 - Atualizado às 16h11

John Holt
Reprodução / Facebook

Uma das maiores lendas do reggae jamaicano, John Holt morreu neste domingo, 19, em Londres, de acordo com a informação divulgada pelo empresário dele, Cobeland Forbes, em entrevista ao Jamaica Observer. O músico tinha 69 anos e estava internado em um hospital na capital inglesa. A causa da morte, contudo, ainda não foi revelada.

“A natureza não deveria ser criminalizada”, diz Ziggy Marley sobre maconha.

Cantor e letrista, Holt ficou conhecido durante a década de 1960, como vocalista da banda The Paragons. Com o grupo, lançou uma boa safra de hits como “Ali Baba”, “Tonight”, “I See Your Face” e, principalmente, “The Tide Is High”.

A década seguinte reservou ao músico nascido em 1947, em Kingston, na Jamaica, a possibilidade de sair em carreira solo e se tornar um dos mais populares artistas do gênero no país. Stick By Me, de 1972, se tornou a faixa que mais vendeu na Jamaica naquele ano.

Para Zalon, ex-backing vocal de Amy Winehouse, cantora “era uma verdade ambulante”.

“The Tide Is High”, contudo, só ganhou notoriedade nos Estados Unidos quando foi descoberta pela banda Blondie, cuja versão se tornou um hit e a mais tocada no país norte-americano e no Reino Unido em 1980.

O último disco solo de Holt, Peacemaker, foi lançado em 1993.

Ouça a versão de “The Tide is High”, de John Holt:

Ouça a versão da banda Blondie: