Pulse

John Lennon acreditava que Paul McCartney escreveu música dos Beatles como indireta para Yoko Ono

"Sempre que [McCartney] cantava esse verso no estúdio, ele olhava para Yoko", disse Lennon

Redação Publicado em 24/10/2019, às 12h57

None
Yoko Ono, John Lennon e Paul McCartney em 1968 (Foto: Peter Kemp/AP Photo)

Quando os Beatles tocaram no telhado da Apple no final do documentário Let it Be (1970), Paul McCartney e o falecido John Lennon são arrastados por uma performance estrondosa, que incluiu um solo funky de guitarra de Lennon em "Get Back".

A faixa escrita por McCartney representava tudo o que ele queria para a banda naquele período, até tornar-se, posteriormente, uma fonte de controvérsia.

+++ Leia mais: Dave Grohl discute teoria sobre a morte de Paul McCartney

Aparentemente, "Get Back" contava a história inofensiva de Jojo e Loretta. Contudo, uma década depois, ao olhar para trás, Lennon passou a enxergar a música como uma indireta de McCartney para Yoko Ono.

Conversando com David Sheff, da revista Playboy, em 1980, Lennon analisou as músicas dos Beatles, indicando quem era o autor e qualquer curiosidade sobre aquela obra.

Quando chegou a vez de "Get Back", ele a identificou como uma composição de McCartney, descrevendo-a como "uma música batida", de baixa qualidade. Além disso, ao ser questionado, o artista revelou que a história não era verdadeira.

"Eu acho que há algo implícito sobre Yoko [Ono] lá", disse Lennon. "Você sabe, 'Volte para o lugar de onde veio.' Sempre que ele cantava esse verso no estúdio, olhava para Yoko."

+++ Leia mais: Os Beatles eram analfabetos em música, diz Olavo de Carvalho

Sheff, que não conseguia acreditar no que estava ouvindo, perguntou: "Você está brincando?"

"Não", respondeu John. "Mas talvez ele diga que sou paranóico. Você sabe, ele pode dizer: 'Eu sou um homem normal, de família. [John e Yoko] são doidos."

Escute a música abaixo: