John Lennon se comparou com Jesus Cristo e previu a própria morte

O lendário beatle foi tragicamente assassinado no dia 8 de dezembro de 1980

Redação Publicado em 30/12/2019, às 13h11

None
John Lennon (Foto: AP)

Há 39 anos, a lenda dos Beatles, John Lennon, foi tragicamente assassinada. Mark Chapman disparou cinco tiros no artista na frente do apartamento em Nova York.

No entanto, o astro do Fab Four previu que tudo isso aconteceria. A obra Magical Mystery Tour: My Life With The Beatles, escrita por Tony Bramwell, amigo de infância dos Beatles, registra o momento em que Lennon estava em uma "viagem" de LSD e pensou que era Jesus Cristo. 

+++ LEIA MAIS: Filho achava John Lennon 'hipócrita' por defender a paz, o amor e destruir a própria família

Na ocasião, conversavam sobre o quão jovem era o Filho de Deus quando foi morto, Lennon - que era uma figura totalmente séria - disse: "Eles vão me matar".

"Mas ainda tenho pelo menos quatro anos, então preciso fazer algumas coisas."

Ao longo dos anos, vários fãs dos Beatles apontaram outros momentos que poderiam ser interpretados como "previsões" do cantor sobre a própria morte.

+++ LEIA MAIS: 39 anos sem John Lennon: veja 7 frases marcantes do ex-Beatle

Durante uma conferência de imprensa realizada em Detroit em 1964, por exemplo, Lennon foi perguntado se era "verdade que eles estavam saindo do show business em um ano" e o músico respondeu: "a menos que alguém leve um tiro ou algo assim". 


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'