John Lydon elogia Mick Jagger por pagar advogados para Sid Vicious

“Ele nunca usou isto para se autopromover”, elogiou o ex-Sex Pistols

Redação Publicado em 11/11/2013, às 13h10 - Atualizado às 13h19

Nancy Spungen e Sid Vicious
AP

O ex-Sex Pistols John Lydon cedeu extensa entrevista ao jornal escocês Daily Record e não apenas relembrou episódios emblemáticos de sua carreira como aproveitou para demonstrar gratidão a Mick Jagger, que financiou a defesa de Sid Vicious, acusado em 1978 de assassinar a namorada, Nancy Spungen.

Arquivo RS: Cara a Cara com o Sex Pistols.

“Nancy Spungen era uma pessoa assombrosa que se matou por causa do estilo de vida e levou à destruição, e morte, de Sid e todo o fiasco. Eu tentei ajudar Sid nisto e senti uma certa responsabilidade porque eu o trouxe para os Pistols achando que poderia lidar com a pressão. Ele não podia. As pessoas usam heroína porque não conseguem lidar com a pressão. Pobre velho Sid.”

Nancy foi encontrada morta no quarto onde estava hospedado o casal em Nova York no dia 12 de outubro de 78. Ela estava com uma facada no estômago e Vicious foi preso, mas morreu quatro meses depois, enquanto estava livre por pagamento de fiança.

Aprenda a dançar com Mick Jagger, o mais novo setentão do rock.

“A morte dela sempre vista como mistério”, continuou. “Não e um mistério, no entanto. Se você vai se envolver com drogas e narcóticos desta forma, acidentes vão acontecer”, disse Lydon, que elogiou Jagger pela ajuda no caso de Vicious quando o empresário Malcolm McLaren não conseguiu lidar com a situação. “A única notícia boa era que soube que Mick Jagger chegou lá e levou advogados para a causa de Sid, porque Malcolm não mexeu um dedo. Ele simplesmente não sabia o que fazer.”

“Por isto, tenho um bom apreço por Mick Jagger. Teve movimentações de bastidores de Mick Jagger e por isto bato palmas. Ele nunca usou isto para se auto-promover”, concluiu Lydon.