Johnny Depp abre processo contra Amber Heard por difamação

Com o caso, o ator pede um valor de US$ 50 milhões

Redação Publicado em 01/03/2019, às 17h41

None
Johnny Depp (Foto:Imaginechina via AP Images)

Johnny Depp abriu um processo contra a ex-esposa Amber Heard no valor de US$ 50 milhões, alegando difamação.

De acordo com documentos oficiais obtidos pelo site The Blast, o ator e astro da franquia Piratas do Caribe diz que as acusações de agressão feitas pela atriz em 2016 não passam de “uma farsa elaborada para gerar publicidade positiva para ela, e impulsionar sua carreira”.

+++ Leia a nossa análise sobre O Caso Johnny Depp

Ele afirma também que as denúncias feitas por Heard foram “decisivamente refutadas por dois policiais diferentes, algumas testemunhas neutras e 87 vídeos recém obtidos de câmeras de segurança”. 

O incidente em questão aconteceu em maio de 2016, quando a atriz acusou o então marido de ter arremessado um celular no seu rosto. De acordo com Depp, um vizinho declarou ter “interagido de perto diversas vezes com a Sra. Heard entre 22 e 27 de maio de 2016” e não reparou nenhuma marca ou machucado.

Da mesma forma, o documento alega que os dois policiais mencionados anteriormente deram seus respectivos depoimentos, sob juramento da lei, e ambos dizem ter examinado o rosto da atriz debaixo da luz do dia na data em que a suposta agressão teria ocorrido,“e não viram sinais de ferimento”.

Mais informações sobre o caso ainde devem ser reveladas.