Johnny Depp é acusado de ter ‘apagões’ após agressões contra Amber Heard por conta do abuso de álcool e drogas

Relacionamento dos dois durou quatro anos

Redação Publicado em 09/07/2020, às 11h09

None
Johnny Depp e Amber Heard em 2011 (Foto: AP / Joel Ryan / File)

Em um processo recente,Johnny Depp  foi acusado de ter apagões na época das supostas agressões contra Amber Heard, ex-esposa dele, por conta do abuso de álcool e drogas durante os quatro anos que eles ficaram juntos. Isso aconteceu durante o segundo dia de um processo na Suprema Corte de Londres. A informação é do The Guardian.

Atualmente, Depp processa a editora News Group Newspapers (NGN), dona do jornal The Sun, e o editor executivo da empresa Dan Wootton por causa de uma matéria que chama ele de "agressor de esposa" e as provas de agressão da ação de Heard contra o ator de "evidências irrefutáveis".

+++LEIA MAIS: Paris Jackson revela compulsão alimentar, automutilação e tentativas de suicídio após a morte de Michael Jackson

O caso de difamação deve durar três semanas. Amber Heard, de 34 anos, enviou detalhes de 14 ocasiões durante o relacionamento, quando ela afirma ter sido agredida por Johnny Depp. Ele alega nunca ter agredido ela.

No processo, Sasha Wass QC, advogada representante do The Sun, falou sobre um suposto episódio em que o ator teria chutado, em maio de 2014, a então esposa nas costas em um voo de Boston para Los Angeles em um jato privado, mas pelo abuso de álcool e drogas, teve um apagão e esqueceu do ocorrido. "Você teve um blecaute, não é?... Você pode ter feito algumas coisas das quais não se lembra", sugeriu.

+++LEIA MAIS: Por que filmes com relacionamentos abusivos e tóxicos como 365 Dias e 50 Tons de Cinza ainda ganham tanto destaque? [ANÁLISE]

Na corte, Depp falou sobre possivelmente ter tido um apagão, mas adicionou: "Tenho algumas lembranças do voo... não sou uma pessoa violenta, principalmente não com mulheres... nego que a chutei nas costas.

Além disso, um email do ator sobre o voo foi lido. Na mensagem, Depp admitiu ter ficado acordado bebendo na noite anterior e usado cocaína. Ele falava de ter bebido mais duas garrafas de champanhe no avião.

Em adição, Wass afirmou que Johnny Depp estava com ciúmes de Amber Heard interpretar o interesse romântico de James Franco em um filme. O ator admitiu ser viciado em Oxicodona, remédio que alivia a dor. Depp negou ser viciado em outras substâncias.

+++LEIA MAIS: Cazuza e Ezequiel Neves, Eternos Exagerados

Então, a advogada perguntou ao ator: "Você tem algum problema em se lembrar de algumas das coisas que estava fazendo devido ao seu consumo excessivo de álcool?". Johnny Depp respondeu que "para alguém que foi bastante autodestrutivo durante a minha vida, tive muita sorte que meu cérebro ainda está funcionando".

Em outro momento, ainda de acordo com o The Guardian, foi dito que a primeira agressão de Depp contra Heard foi quando ela supostamente fez uma brincadeira com uma tatuagem do ator feita em homenagem a Winona Ryder, ex-namorada dele.

A tatuagem dizia "Winona for ever" ("Winona para sempre", na tradução livre). Quando eles terminaram, o ator mudou a tatuagem para "wino for ever". 

+++LEIA MAIS: Will Smith relata que foi abusado racialmente por policiais durante a infância na Filadélfia

Depois de Amber Heard fazer piada com a tatuagem, segundo Sasha Wass QC: "Você deu um tapa na cara da sra. Heard e foi a primeira vez que isso aconteceu", Wass alegou que Depp deu um tapa nela três vezes, porque a atriz não respondeu, apenas o encarou.

Sobre essa afirmação, Johnny Depp falou: "Não é verdade. Isso não aconteceu... eu não bati nela".


+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO