Johnny Depp grava guitarra para disco de músicas “perdidas” de Bob Dylan

O projeto Lost on the River: The New Basement Tapes reúne músicos como Elvis Costello, Marcus Mumford e Jim James

Rolling Stone EUA Publicado em 05/08/2014, às 10h50 - Atualizado às 13h09

Johnny Depp
Joel Ryan/AP

Quando uma apresentação impediu Elvis Costello de participar de uma sessão de gravação de Lost on the River: The New Basement Tapes, um disco com letras “perdidas” de Bob Dylan, no qual Costello, Marcus Mumford e Jim James (My Mourning Jacket), entre outros estão trabalhando, o produtor T-Bone Burnett encontrou um jeito substituir a ausência: Johnny Depp. O ator gravou as linhas de guitarra no lugar de Costello durante o registro de “Kansas City”, de acordo com o site do semanário musical britânico NME, após passar no estúdio em Los Angeles, nos Estados Unidos, para uma visita ao produtor.

10 encontros que entraram para a história.

Burnett e a equipe de músicos, e isso inclui Taylor Goldsmith (Dawes) e Rhiannon Giddens (Carolina Chocolate Drops), estão trabalhando neste álbum desde o primeiro semestre. As letras datam de 1967, quando Dylan permaneceu em uma casa em West Saugerties, conhecida como “Big Pink”, onde a The Band gravou 30 músicas – muitas delas lançadas em The Basement Tapes (1975). Durante aquele período da Big Pink, Dylan escreveu muitas canções nunca gravadas e que agora recebem um tratamento diferenciado de Burnett e companhia para Lost on the River. O registro terá aproximadamente 50 novas faixas, entre elas estão os títulos “Florida Key”, “Card Shark”, “Hi-De-Ho” e “Lost on the River”.

Dez grandes influências de Jack White. Bob Dylan está na lista.

“Estas não são letras de Dylan de nível inferior”, disse Burnett ao Los Angeles Times em março deste ano. “São apenas canções que ele nunca terminou.”

Além de gravar o disco, os músicos estão permitindo que Sam Jones, cineasta do Showtime, rode um documentário para um especial chamado Lost on the River: The Basement Tapes Continued.