Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Negou!

Johnny Depp responde acusações de abuso verbal feitas por atriz

Lola Glaudini trabalhou com Johnny Depp em Profissão de Risco (2001) e alegou que ator gritou com ela após início das filmagens

Johnny Depp (Foto: Kevin Dietsch/Getty Images)
Johnny Depp (Foto: Kevin Dietsch/Getty Images)

O nome de Johnny Depp está envolvido em mais uma polêmica. Atriz que atuou com ele em Profissão de Risco (2001), filme de crime dirigido por Ted Demme e lançado em 20 de julho de 2001 nos cinemas, Lola Glaudini alegou como sofreu abuso verbal durante as filmagens. Agora, o ator respondeu.

Em comunicado obtido pelo The Independent, um representante do artista negou a história. "Johnny sempre prioriza boas relações de trabalho com o elenco e a equipe técnica e esse relato difere muito das lembranças de outros membros no set da época."

+++LEIA MAIS: Johnny Depp publica foto falsa com Robert Downey Jr. no Oscar; entenda

Além disso, Sam Sarkar, técnico de som de Profissão de Risco, falou sobre o assunto em entrevista à Variety: "Trabalhei naquele filme no departamento de som. Como uma pessoa que trabalha com som, você está constantemente ouvindo o que está acontecendo no set, ouvindo ruídos, ouvindo conversas."

Na verdade, especificamente, eu ouvia o áudio de Johnny para verificar se havia interferência, tanto durante os ensaios quanto durante a tomada. Nunca ouvi nada parecido – e teria sido um acontecimento notável.

O que Lola Glaudini disse sobre Johnny Depp?

Durante entrevista ao podcast Powerful Truth Angels, a artista alegou como Depp “resmungou na minha cara” após receber uma deixa de Demme para rir após o ator fazer um monólogo. Neste momento, os dois tiveram nenhum contato fora do ambiente de trabalho.

+++LEIA MAIS: Alice Cooper fala sobre julgamento do parceiro de banda Johnny Depp: 'Ninguém se importa'

"No primeiro dia, eu nem conhecia Johnny Depp naquele momento, [...] estou em um tapete de pele de urso de biquíni, [...] Johnny Depp tem um monólogo que ele faz para frente e para trás, para frente e para trás," relembrou Glaudini. "[O diretor] Ted Demme vem até mim e diz: 'OK, Lola, quando Johnny disser essa palavra, quero que você comece a rir como se ela tivesse acabado de lhe contar a coisa mais engraçada aqui.' Estamos em segundo plano, no fundo, certo?" Então, ela cumpre o pedido do cineasta.

Johnny Depp, quando dizem corta, vem até mim, enfia o dedo na minha cara – e eu estou de biquíni no chão – e ele se aproxima e diz: 'Quem cara*** você pensa que é? Quem diabos você pensa que é? Cale a boca. Estou aqui e estou tentando dizer minhas falas, e você está perdendo o foco. Dua idiota. Oh, agora, oh, agora não é tão engraçado? Agora você pode calar a boca? Agora você pode calar a boca? O silêncio que você está agora é assim que você precisa ficar.'

Em seguida, Lola Glaudini comentou como foi o primeiro grande filme da carreira dela, além de ter Depp como um ídolo na atuação: "A única coisa que passou pela minha cabeça foi: 'Não chore, não chore, não chore.'" Após receber as ofensas do ex-colega de elenco, ela teria ficado isolada dos outros profissionais no set, porque "ninguém queria falar comigo, porque eu sou a va*** que ele criticou."

+++LEIA MAIS: Jenna Ortega nega namoro com Johnny Depp: 'Rumores ridículos'

"Liguei para meu pai e contei a ele o que aconteceu, e ele disse: 'Você tem duas opções agora: você pode dizer f***-se isso, f***-se' você, e não aceito que falem comigo assim, ou você nunca o deixará vê-la suar. Qualquer um deles é 100% respeitável. O que você quer fazer?'", relembrou. "E eu pensei, ‘Tudo bem, quero continuar no filme.'"

No mesmo dia, Johnny Depp fez "um pedido de desculpas sem desculpas" e teria justificado o motivo de ter ficado com tanta raiva: "[Ele disse], 'Sabe, antes eu estava realmente na minha cabeça e permanecendo no meu personagem, eu estou fazendo esse sotaque de Boston, e isso está realmente me fod***o. Então estou um pouco tenso e tal. Só queria ter certeza de que estamos bem e tudo mais?'"

Eu apenas olhei para ele e pensei: 'Não sei do que você está falando? Claro, do que você está falando? Totalmente de boa.' Porque eu estava tipo... meu pai disse: 'Não deixe que eles vejam você suar.' Então foi isso.

+++LEIA MAIS: Timothée Chalamet não pediu conselho a Johnny Depp para interpretar Wonka