Jornal inclui Josh Homme na lista de "pessoas que arruinaram a década"

The Guardian condena "projetos paralelos que nós todos tivemos que fingir gostar", como o Them Crooked Vultures

Da redação Publicado em 15/12/2009, às 14h30

O músico californiano Josh Homme, o autor do best-seller O Código da Vinci, Dan Brown, e o rappers 50 Cent e Kanye West são alguns dos incluídos na lista de pessoas que arruinaram a década segundo o jornal britânico The Guardian.

O argumento para incluir Homme na seleção de ovelhas negras dos anos 00 foi o seguinte: como líder do Queens of the Stone Age, ele era "o cara mais legal do rock". Mais adiante: "Tão legal, de fato, que você quase esquecia que ele só tinha uma música boa." Até o momento que, segundo o jornal, Homme cometeu o erro de se envolver com "projetos paralelos que nós todos tivemos que fingir gostar". Exemplos listados: The Desert Sessions, Eagles of Death Metal e Them Crooked Vultures.

Para piorar, na visão do periódico, Homme ainda teria estragado o som do Arctic Monkeys na produção do álbum Humbug, o terceiro trabalho de estúdio da banda britânica.

Sobra também para o bruxinho Harry Potter, cujo sucesso - tanto literário quanto cinematográfico - teria incentivado "um sem-fim de franquias de menor importância".

A lista do Guardian se esforça para ser polêmica: inclui ainda Michael Cera (ator de Juno e Superbad - É Hoje), Al Gore (ex-vice-presidente dos EUA e líder ambientalista), Mark Ronson (produtor de nomes como Amy Winehouse e Lilly Allen), Frank Black (frontman do Pixies), zumbis (sim, os mortos-vivos mesmo) e Steve Jobs (manda-chuva da Apple), L. Ron Hubbard (guru da cientologia) e Will.i.am (frontman do Black Eyed Peas), entre outros.

Confira a lista completa aqui.