Juiz abre inquérito sobre guarda de filhos de Michael Jackson

Ação foi motivada pela crise cada vez mais conturbada entre os membros da família do cantor

Redação Publicado em 30/07/2012, às 13h41 - Atualizado às 14h29

Katherine Jackson poderá seguir em frente com seu processo contra a AEG Live, mas deve apresentar provas nos próximos 20 dias
AP

Em sequência à crise que assola a família de Michael Jackson, um juiz de Los Angeles abriu inquérito para analisar mais especificamente a custódia dos filhos do cantor, que até pouco tempo era da matriarca, Katherine Jackson.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A guarda de Prince, 15, Paris, 14, e Blanket, 10, foi então transferida para TJ, filho de Tito, irmão de Michael, mas o futuro segue indefinido e os três serão entrevistados por um investigador que averiguará o caso.

Katherine Jackson perdeu a guarda dos netos após o juiz Mitch Beckloff notar que embora ela não tivesse feito nada de errado, outros acontecimentos deixaram-na inapta a cuidar dos jovens - acredita-se que ela possa estar sendo coagida por alguns de seus filhos. Ela chegou a ser dada como desaparecida por pelo sobrinho, Trent, e Paris tweetou: “Faz uma semana que não falo com ela e quero que ela venha para casa agora”. Com o decorrer do caso, descobriu-se que Katherine estava em repouso em um resort no Arizona por ordens médicas.

Na última semana, foi também reportada uma briga que dividiu os membros da família Jackson na casa de Katherine. Embora os nomes dos envolvidos não tenham sido oficialmente divulgados, a polícia confirmou que “ocorreu um confronto físico”.

Além de toda esta história cada vez mais estranha, está em curso uma disputa entre os membros da família Jackson e os responsáveis pelo espólio de Michael, John Branca e John McClain, sobre uma possível alteração do testamento do cantor.

“Nosso irmão Michael não esteve onde eles afirmam que esteve no dia em que o testamento foi assinado”, disse Randy Jackson em uma entrevista recente ao site MSNBC.