Juiz nega processo de Lindsay Lohan contra Pitbull

Atriz não conseguiu tirar de veiculação a faixa “Give me Everything”, que faz menção a ela

Redação Publicado em 22/02/2013, às 12h21 - Atualizado às 12h48

Pitbull e Lindsay Lohan
AP

Lindsay Lohan não foi bem-sucedida em sua tentativa de processar Pitbull por causa da letra da música “Give me Everything”, lançada pelo rapper em 2011. Foi o que noticiou o site da revista The Hollywood Reporter.

Arquivo RS: "Não uso drogas. Nunca usei e nunca vou usar. Não preciso disso para me divertir", disse Lindsay Lohan à Rolling Stone em 2004.

A atriz não gostou de referências que o cantor fez sobre a prisão dela em sua música e entrou na justiça para proibir a veiculação da faixa. O juiz Denis Hurley, de Nova York, afirmou que o tipo de menção feita não é suficiente para superar a proteção que a Primeira Emenda da constituição norte-americana oferece – a de liberdade de expressão.

Após a decisão do juiz, os advogados de Pitbull pediram indenização por considerarem o processo desnecessário, mas Lindsay também não foi penalizada.

Em agosto de 2011, Pitbull concedeu entrevista para comentar o episódio: “Quando eu menciono Lindsay Lohan na gravação é na verdade uma mensagem positiva”, escreveu o rapper. “Quando eu digo a expressão ‘locked it up’ [‘tranquei’, em livre tradução], quer dizer que se você é de uma vizinhança, quando dizem isso significa que você manda no pedaço.”

Ouça “Give me Everything”: