Julgamento de Conrad Murray é adiado para setembro

Defesa do médico de Michael Jackson havia feito o pedido de adiamento na semana passada; o julgamento aconteceria no dia 9 de maio

Da redação Publicado em 02/05/2011, às 16h09

Conrad Murray em audiência em janeiro de 2011, em Los Angeles: julgamento do médico foi adiado para setembro
AP

O julgamento de Conrad Murray, médico que cuidava de Michael Jackson na época da morte do cantor, ocorrida em junho de 2009, foi adiado para setembro, segundo informou a agência de notícias AFP. A audiência aconteceria no dia 9 de maio, em Los Angeles.

Os advogados de Murray haviam pedido o adiamento na última sexta, 29, alegando era necessário mais tempo para que pudessem preparar os argumentos contra os testemunhos de especialistas. O juiz da Corte Superior de Los Angeles, Michael Pastor, considerou e atendeu ao pedido - a data certa para o julgamento ainda não foi divulgada.

Murray é acusado pelo Ministério Público de ter administrado o anestésico Propofol (que matou Michael Jackson) e de negligência ao tratar da saúde do cantor. Em recente audiência preliminar, a defesa do médico alegou que o cantor cometeu suicídio devido aos problemas financeiros que estava enfrentando (leia mais aqui).