Justiça não vê evidências de que o Soundgarden deve royalties para Vicky Cornell; entenda

Em dezembro de 2019, Cornell processou a banda por "reter milhares de dólares em royalties"

Redação Publicado em 26/03/2021, às 12h54

None
Soundgarden em 2014 (Foto:Jack Plunkett/Invision/AP)

De acordo com a Justiça, não há evidências de que os integrantes vivos do Soundgarden devem royalties, ou estão retendo os direitos de Vicky Cornell, viúva do vocalista da banda, Chris Cornell. As informações são da NME

Em 2019, Vicky Cornell processou a banda ao alegar que os integrantes "retinham milhares de dólares em royalties" e que o empresário da banda, Rit Venerus, trabalhava contra ela após assumir controle dos bens de Chris Cornell desde 2017.

+++ LEIA MAIS: Vicky Cornell afirma que músicas inéditas do Soundgarden serão lançadas apesar de batalhas judiciais


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


Segundo as informações, via Billboard,  a juíza do estado de Washington, Michelle Peterson, acredita não haver evidências para comprovar que a banda reteve qualquer dinheiro de Vicky Cornell. O relatório da juíza será enviado ao juiz Robert S. Lasnik, responsável pela decisão final.

No mês passado, Vicky Cornellentrou com outro processo contra os integrantes do Soundgarden, desta vez, para estabelecer uma disputa sobre quanto vale a participação dela na banda.

+++LEIA MAIS: Com covers de John Lennon, Guns N' Roses e mais: último disco gravado por Chris Cornell é lançado; ouça

De acordo com documentos judiciais obtidos pela Rolling Stone EUA, a última disputa aconteceu depois que o Soundgarden recebeu uma oferta de uma terceira parte não identificada, a qual tentou comprar o catálogo de músicas gravadas da banda. 

A oferta valeria supostamente US$ 16 milhões, mas Cornell afirma que o grupo ofereceu o "valor vilmente baixo de menos de US$ 300 mil". 

+++LEIA MAIS: Viúva de Chris Cornell, Vicky processa Soundgarden por não pagar royalties


+++ HUNGRIA HIP HOP | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL