Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Kanye West anuncia astro da extrema-direita para sua campanha presidencial em 2024

Milo Yiannopoulos, ativista da extrema direita nos Estados Unidos, participará da campanha de Kanye West para presidente

Redação Publicado em 21/11/2022, às 12h23

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Kanye West (Foto: Kevork Djansezian / Getty Images)
Kanye West (Foto: Kevork Djansezian / Getty Images)

Kanye West recrutou Milo Yiannopoulos, ativista da extrema direita, para contribuir com a sua campanha presidencial em 2024. O rapper foi candidato a presidência dos Estados Unidos em 2020, mas acabou desistindo da candidatura após 50 mil votos. Na época, West deixou claro que concorreria novamente em 2024.

Milo Yiannopoulos, novo parceiro de West, é jornalista, empresário e palestrante britânico. Em 2017, pediu demissão do tabloide americano Breitbart News após acusações de pedofilia. A mídia americana define Milo como porta voz do movimento alt-right (direita alternativa).West disse aos paparazzis (via NME) que Yiannopoulos “está trabalhando na campanha”.

+++LEIA MAIS: Kanye West: Madame Tussauds remove estátua de cera após falas antissemitas

O rapper tem se envolvido cada vez mais com polêmicas relacionadas. No último mês, enfrentou uma série de reações negativas após comentários antissemitas. Sua conta foi suspensa do Twitter e Instagram, além de perder o patrocínio com a Adidas. 

+++LEIA MAIS: Kanye West queria lançar disco com nome de Hitler, diz jornal


Kanye West perde US$ 2 bilhões em um dia após falas antissemitas: 'Ainda estou vivo'

Após fazer comentários antissemitas nas redes sociais, Kanye West perdeu US$ 2 bilhões, aproximadamente R$ 10,6 bilhões, em um dia - além de deixar de ser bilionário e perder parcerias e contratos com marcas como Adidas e GAP.

Com as falas antissemitas, West teve contas no Twitter e Instagram bloqueadas, mas conseguiu recuperá-las. Na última quinta, 27, o rapper reagiu às consequências e afirmou como "o dinheiro não é quem eu sou."

Perdi 2 bilhões de dólares em um dia. E ainda estou vivo. Este é o discurso do amor. Ainda te amo. Deus ainda te ama. O dinheiro não é quem eu sou. O povo é quem eu sou.

+++LEIA MAIS: Kanye West é 'expulso' de loja após aparecer 'sem aviso prévio'; entenda

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!