Kanye West é processado por uso indevido de sample em "Bound 2"

Ex-cantor mirim pede que o rapper pague uma quantia ou retire o trecho utilizado da canção

Rolling Stone EUA Publicado em 24/12/2013, às 13h46 - Atualizado às 13h58

Kanye West
Todd Williamson/ AP

Um ex-cantor soul mirim afirma que Kanye West não tinha permissão para usar um sample de sua voz na música “Bound 2”.

Ricky Spicer, hoje com 56 anos, entrou com um processo nesta semana na Suprema Corte de Manhattan, Nova York, acusando o rapper de uso indevido. A faixa do disco Yeezus usa um trecho da música “Bound”, gravada pelo grupo Ponderosa Twins Plus One, do qual Spicer fazia parte.

Vídeo: James Franco e Seth Rogen interpretam Kanye West e Kim Kardashian em paródia hilária do clipe de “Bound 2”.

O cantor tinha 12 anos quando participou da gravação, informou o The New York Daily News. Antes de ser descoberto por um empresário em um show de talentos, ele havia vivido em um orfanato. Ouça abaixo e compare com a versão de West.

“A voz do senhor Spicer é ouvida exatamente da maneira como ele gravou, e aparece diversas vezes”, afirma o texto do processo, que pede que West pague uma quantia não informada ou retire os vocais do cantor de “Bound 2”. Spicer também coloca os selos Roc-A-Fella Records, Universal Music Group, Island Def-Jam Music e Rhino Entertainment como réus.

Kanye West e as gravadoras ainda não se pronunciaram sobre o assunto.