Kanye West enfrenta processo de US$ 30 milhões por quebrar leis trabalhistas no Sunday Service

O rapper é acusado de não oferecer condições adequadas e não pagar os funcionários corretamente

Redação Publicado em 01/02/2021, às 13h12

None
Kanye West (foto: Getty Images/ Vivien Killiea)

Kanye West enfrenta um processo de US$ 30 milhões por quebrar leis trabalhistas nos shows do Sunday Service, de acordo com informações do Page Six reproduzidas pela NME

Segundo os documentos, cerca de 500 performers e 300 funcionários dos bastidores declaram que não receberam condições de trabalho adequadas ou não receberam salário corretamente - fontes do The Sun relataram que os advogados buscam identificar mais casos e podem chegar a mil pessoas atingidas. 

+++LEIA MAIS: Kanye West responde às acusações de concorrer à presidência dos EUA só para ajudar Trump: 'Tenho mais dinheiro que ele'

O processo também menciona a ópera cristã Nebuchadnezzar(ou Nabucodonosor), idealizada por West. De acordo com dois processos, a produção e os atores alegaram que foram contratados de forma incorreta, com acordos imprecisos e injustos.

“Ninguém sabe o quanto o próprio Kanye estava envolvido, se ele sabia o que estava acontecendo, já que foi tudo de última hora, foi terrivelmente corrido. Quer tenha sido má gestão, acidental ou propositalmente, este é um caso muito forte ”, disse uma fonte para o The Sun

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ OS PIORES FILMES DE 2020 | ROLLING STONE BRASIL