Kanye West lança Jesus Is King e acaba com a saga agitada da estreia

O álbum chega depois de mudança no título e diversas datas de lançamento perdidas

Elias Leight, Rolling Stone EUA Publicado em 25/10/2019, às 17h41

None
Kanye West (Foto: Amy Harris/Invision/AP)

O que é um lançamento do Kanye West sem um pouco de drama?

Após múltiplas datas de lançamento perdidas, o novo trabalho de West, Jesus Is King, finalmente chegou. O lançamento oficial do álbum veio após eventos para escutar o disco, ocorridos em cidades como Detroit, Nova York e Los Angeles. West trabalhou em Jesus Is King até o último momento possível - estava programado para sair na sexta, 25, e na quinta, 24, à noite, o rapper tuitou que ainda estava "arrumando mixagens" em três músicas diferentes.

+++LEIA MAIS: Kanye West quase abandonou carreira no rap: "Essa é a música do diabo"

Jesus Is King conta com contribuiçòes vocais de Clipse, Ty Dolla $ign, Fred Hammond e Ant Clemons, além do saxofone de Kenny G. Diversos produtores trabalharam no álbum, como Timbaland, Pi’erre Bourne, e Mike Dean.

Jesus Is King marca o primeiro álbum de West desde Ye, lançado em 2018. Apesar de Ye ter estreado como número um, foi o lançamento comercial de menor sucesso da carreira de alto vôo de West, e ele planejou segui-lo rapidamente com um projeto intitulado Yandhi. No entanto, a data de lançamento inicial, 29 de setembro de 2018, chegou e passou sem um novo projeto, assim como a data de estreia subsequente de 23 de novembro, anunciada pela esposa de West, Kim Kardashian.

+++LEIA MAIS: Kanye West reafirma apoio a Trump: “nunca tomei uma decisão com base na minha cor”

Em janeiro de 2019, West mudou de rumo repentinamente: começou a fazer shows com um coral em eventos apelidados de "Sunday Service" (“Culto de Domingo" na tradução literal), muitas vezes reimaginando seu próprio catálogo com arranjos do gospel.

Trabalha com Jason White, lançador de peso do gospel que serviu como ministro de música de longa data da Igreja de Deus e Cristo, em West Angeles, e foi o produtor do ano no Stellar Awards do gospel. West também flertou com o poderoso casal do gospel, a cantora Erica Campbell e seu marido e produtor Warryn Campbell, para levar o Sunday Service à igreja de Warryn em Los Angeles. 

Em agosto deste ano, Kardashian ajudou mais uma vez os esforços de lançamento do marido, e compartilhou o que pareceu ser uma tracklist de um álbum, um novo título - Jesus Is King - e uma data de estreia para 27 de setembro. Mais uma vez, o álbum fracassou em materializar-se como prometido. Ao invés disso, West concebeu um par de eventos em Detroit na data: um Sunday Service durante o dia e uma estréia noturna do filme Jesus Is King: A Kanye West Experience no Fox Theatre. 

+++LEIA MAIS: A genialidade de Kanye West: 11 músicas produzidas pelo artista que você provavelmente não conhece

"Acabamos de descobrir sobre isso, na verdade", disse um porta-voz da Fox à Rolling Stone EUA depois que West anunciou a estréia. "Normalmente não reservamos [eventos no dia], mas é Kanye West - ele pode se safar de tudo".

Naquela noite, em Detroit, West falou para o público que ainda estava gravando novos versos para Jesus Is King. Ele apresentou em alguns eventos similares do Sunday Service antes de anunciar outra data de lançamento para o álbum pelo Twitter. West também participou de uma entrevista longa e abrangente com Zane Lowe, que cobriu tudo, desde seu "vício em pornografia" até as suas ambições políticas e o relacionamento com DrakeWest também se auto-intitulou o "melhor artista da existência humana."

Como complemento do álbum longamente esperado, o novo documentário IMAX de West, também chamado Jesus Is King, passará nas telonas na sexta. Além disso, West afirmou para Lowe que ele lançará outro álbum, Jesus Is Born, no Natal