Pulse

Kate Mulgrew, a Red de Orange Is The New Black, clama por mudanças no sistema prisional

Segundo a atriz, OITNB pode ter um papel importante em gerar mudanças quanto a isso

Rolling Stone EUA Publicado em 25/06/2016, às 11h05

Selenis Leyva - Orange is The New Black
Jojo Whilden/Netflix

A atriz norte-americana Kate Mulgrew, conhecida por viver a detenta Red na série da Netflix Orange Is The New Black, declarou em entrevista à Rolling Stone EUA estar muito insatisfeita com o sistema carcerário norte-americano. “Eu sempre fui bastante sensível a isso, mas hoje mais do que nunca estou consciente do quão drástica é essa situação no meu país.”

Assista à entrevista.

Kate, que estreou no cinema em 1981 com o romance fantástico Pecado Mortal, disse também que as prisões dos Estados Unidos, além de superlotadas, são geridas por pessoas corruptas. “Temos muitos homens – negros, principalmente – encarcerados atualmente. Parece que não somos capazes de mudar de uma forma incisiva esse sistema”, afirmou.

LEIA TAMBÉM

Muito Além das Grades

Entenda como as estrelas improváveis de Orange is the New Black revolucionaram a televisão

Atrizes de Orange Is the New Black se mobilizam para ajudar detentas da “vida real”

A atriz ainda defendeu a importância de OITNB como artifício conscientizador ao colocar em pauta – ainda que sob a forma de entretenimento – a questão do sistema prisional norte-americano (os Estados Unidos têm a maior população carcerária do mundo).

“É uma ferramenta”, declarou à Rolling Stone EUA a respeito do papel social do programa da Netflix em que atua. “Nosso trabalho não é apenas um conteúdo para você apreciar, mas sim uma ferramenta capaz de aumentar nossa curiosidade e nos incentivar a conversar cada vez mais sobre o que está acontecendo no sistema prisional do nosso país. Ele precisa ser corrigido”, completou a atriz.