Kate Nash diz que compor ajuda a “colocar coisas para fora”

“Eu preciso vomitá-las, expurgá-las”, explicou a inglesa, que lança novo disco em março

Redação Publicado em 16/02/2013, às 15h08 - Atualizado às 15h35

Kate Nash
AP

A cantora Kate Nash disse ao The Independent que compor se transformou numa saída para tirar as negatividade de dentro dela. “Eu canto porque eu preciso colocar coisas para fora. Eu preciso vomitá-las, expurgá-las. Se eu não fizer isso, toda a minha raiva iria para áreas negativas. Se eu não compusesse, eu seria uma pessoa muito fodida, sem dúvida”, disse a cantora.

Kate Nash tocou em São Paulo, em 2011. Apesar da aparência cheia de meiguices, a cantora mostrou suas canções muitas vezes ácidas e pesadas.Leia a crítica aqui.

A inglesa de 25 anos disse ainda ter admiração por artistas niilistas, como Kurt Cobain e Courtney Love, segundo ela. “Mas isso não significa que eu seja niilista”, disse. “Eu não quero me destruir no processo. Eu apenas procuro a destruição através da música.” Ela segue: “É tudo catártico para mim. Eu amo o que eu faço. Não estou tentando ser cool. Não ligo a mínima para essas coisas. O ponto de ter entrado na música é para estar ali para aqueles que não se encaixam e para encorajar jovens mulheres”.

Kate Nash está prestes a lançar um novo álbum, Girl Talk, em 4 de março, que sucede o disco My Best Friend Is You, de 2010, e o EP Death Proof, do ano passado. O primeiro single do novo trabalho, chamado “3am”, chega antes: no dia 18 de fevereiro.