Pulse

Keith Richards vs Mick Jagger: quais foram as duas maiores brigas nos Rolling Stones?

A relação entre os astros foi conturbada durante a trajetória de sucesso dos Rolling Stones

Redação Publicado em 30/05/2019, às 12h57

None
Mick Jagger (Foto: Markus Schreiber/AP)

A relação entre Mick Jagger e Keith Richards foi conturbada durante a história dos The Rolling Stones. No entanto, eles manteram a banda junta por mais de 50 anos com um grande nível de profissionalismo de maneira imaginável para a maiorida das bandas de rock. 

Ainda assim, a disputa entre Mick e Keith, que foi explítica para o público, foram ainda mais sombrias nos bastidores. Em 1973, por exemplo, Jagger planejou substituir Keith por outro guitarrista devido seu sério problema com drogas. 

Segundo Robert Greenfield, no livro Ain't It Time We Said Goodbye: The Rolling Stones on the Road to Exile, o vício de Keith pela heroína teve um impacto grande no relacionamento entre os dois astros durante a produção do décimo álbum de estúdio Exile On Main St (1972). Na época, eles estavam em Los Angeles se preparando para a próxima turnê dos Stones e Keith estava "uma bagunça". 

Depois dele ter sido apreendido por drogas, Mick, então, apareceu com um substituto, caso ele tivesse que cumprir sua pena de prisão. Levando em consideração que Keith é um componente essencial dos Stones, ninguém consegue imaginar como isso poderia ser feito.

Outra problemática envolvendo a dupla, foi o livro "Life", em 2010, escrito por Keith ao lado de James Fox. Na obra, Keith revela o tamanho do órgão sexual de Mick e detalhou como a banda tirou sarro do vocalista ao longo dos anos. Depois de alguns anos, e várias desculpas, os dois encontraram uma maneira de resolver o problema.

Por volta dos anos 1980, também houve um conflito devido a carreira solo de Jagger no nível de David Bowie. Uma vez, o guitarrista chegou a dizer que nunca ouviu os discos solos de Jagger por acreditar que eles são só sobre o ego do artista. 

No entanto, com o passar dos anos, anúncios de turnê e um novo disco dos Stones, em uma entrevista para o Wall Street Journal, o guitarrista contou que, depois de viver a sua carreira solo, percebeu o quão valiosa e importante era o trabalho do vocalistaAlém de revelar que Talk is Cheap (1998) foi o responsável por dar uma trégua na série de desentendimentos entre os dois

+++ VÍDEO: Rincon Sapiência aprendeu a "desenhar o próprio nome", quase foi jogador de futebol e se tornou Rei dos Feats do rap nacional