Kendrick Lamar presta homenagem ao rapper Eazy-E: “Não estaria aqui se não fosse por ele”

Em artigo, rapper falou sobre a importância do integrante do grupo N.W.A., morto em 1995

Redação Publicado em 10/10/2015, às 10h00

Kendrick Lamar durante o Sweetlife Festival 2015, em Maryland.
Owen Sweeney/AP

Com o lançamento de To Pimp A Butterfly (2015), Kendrick Lamar segue em movimento de evidenciar as influências que o levaram ao posto de centralidade no atual cenário do hip-hop. Em texto recentemente publicado na revista Paper, o artista de Compton, na Califórnia, homenageou um outro rapper oriundo do mesmo bairro: Eazy-E, membro do histórico grupo N.W.A., morto em 1995.

Análise: Kendrick Lamar rompe a mesmice do rap norte-americano com o inovador To Pimp A Butterfly.

“Me lembro de quando eu tinha cinco ou seis anos e acordei certa manhã e o vi na televisão. Olhava para aquele clipe e pensava: ‘Cara, esse rapper é como um super-herói’. Eu ainda não sabia que o Eazy-E também era de Compton”, escreveu Kendrick Lamar.

Membros de gangues rivais se unem por mensagem e por tênis de Kendrick Lamar.

“Quando criança eu não conseguia dimensionar que, por causa daquele cara, o mundo sabia o que estava acontecendo no meu bairro. Só entendi isso quando lancei good kid, M.A.A.D City (2012). Compreendi a importância do N.W.A. e como eles se sentiam. Eles saíram de um bairro pequeno, mas rodaram o mundo transmitindo através da músicas o que se passava em Compton”, continua o rapper.

“É algo inspirador. Depois que dimensionei que as pessoas queriam ouvir o que tenho a dizer, me fez querer ainda mais me tornar um músico”, explica Lamar. O rapper ainda falou especificamente da importância de Eazy-E. “Não estaria aqui se não fosse por ele e não teria a capacidade de dizer o que digo. Assim como ele, tendo falar sobre a minha comunidade, para o bem ou para o mal”.

“Ele me influenciou completamente no sentido de não ser honesto apenas comigo, mas com com o lugar de onde vim, me fazendo orgulhoso das minha origens”, conta Lamar. “Ele estava dizendo um novo tipo de verdade”, finaliza o rapper.

Straight Outta Compton – A História do N.W.A., que narra a trajetória de Dr. Dre, Ice Cube, Eazy-E, DJ Yella e Mc Ren chega aos cinemas brasileiros em 29 de outubro.