Kurosawa em storyboards

São Paulo será a segunda cidade do mundo a ver a exposição de desenhos que Akira Kurosawa fazia de seus filmes, no Instituto Tomie Ohtake

BR Press Publicado em 21/10/2010, às 18h41

Um dos desenhos e Akira Kurosawa incluidos na mostra Kurosawa - Criando Imagens para Cinema
Divulgação

(BR Press) - A partir do próximo sábado, 23, será possível conferir a exposição Kurosawa - Criando Imagens para Cinema, no Instituto Tomie Ohtake. Trata-se de uma homenagem ao centenário do nascimento do célebre diretor japonês Akira Kurosawa (1910-1998), realizada pela organização da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que contará com 80 storyboards desenhados por ele próprio (clique aquipara saber mais sobre a Mostra).

Akira Kurosawa queria originalmente ser pintor e era tão obcecado pelo visual estético de seus filmes que desenhava os storyboards, garantindo que cada cena fosse precisamente reproduzida de acordo com sua concepção. Por mais incrível que pareça, ele chegava a desenhar até as expressões faciais que queria que cada ator fizesse.

Cinema desenhado

Até o maior gênio do cinema japonês tinha dificuldade em obter financiamento de seus filmes. Foi o caso de Kagemusha, nos anos 80. Isso se tornou a mola propulsora para que Kurosawa desenhasse o que pretendia filmar, para não perder as ideias das cenas. "Ele tomou gosto pela coisa e fez isso em todos os longas seguintes", conta Ricardo Ohtake, diretor-geral do Instituto Tomie Ohtake.

"Os desenhos são uma preciosidade, verdadeiras obras de arte", admira Ohtake. "Deu muito trabalho trazer a exposição - japonês é sempre difícil, chatinho, né?", brinca.

Livro e filme

Paralelamente à mostra, o livro À Espera do Tempo - Filmando com Akira Kurosawa (Cosac Naify, 320 páginas, R$ 69), de Teruyo Nogami, que foi sua produtora e assistente, também será lançado na abertura da exposição (com a presença da autora). A obra reúne artigos escritos por Nogami, desenhos e fotografias dos bastidores dos 19 longas-metragens em que ela trabalhou ao lado de Kurosawa.

Na programação de filmes da Mostra está uma cópia restaurada de Rashomon (1950), um dos clássicos da obra do diretor e do cinema mundial. As sessões acontecem na Cinemateca - Sala BNDES, neste sábado, 23, às 18h10, e no próximo dia 31.

Kurosawa - Criando Imagens para Cinema

De 23 de outubro a 28 de novembro

Terça a domingo, das 11h às 20h

Instituto Tomie Ohtake - Av. Faria Lima, 201 (entrada pela Rua Coropés)

Entrada franca

Informações: 11 2245-1900