Pulse

Kurt Cobain acreditava em Dave Grohl como vocalista, diz o ex-empresário do Nirvana

Danny Goldberg, ex-empresário da banda, também sugeriu que havia um pouco de inveja entre os dois

Redação Publicado em 04/04/2019, às 11h00

None
Kurt Cobain, do Nirvana, se apresenta no Roxy, em Hollywood, em agosto de 1991 (Foto: Kevin Estrada/MediaPunch/IPX)

O ex-empresário do Nirvana, Danny Goldberg, disse que Kurt Cobain era consciente do talento de Dave Grohl e sugeriu que poderia existir um pouco de inveja entre os dois companheiros de banda.

Goldberg comentou que Cobain pensava sobre a habilidade de Grohl como vocalista, muito antes de ser baterista do Foo Fighters.

"Kurt disse para mim: 'Eu acho que você não faz ideia de quão bom Dave é como cantor, mas eu o ouço cantando todas as noites.' É como se ele fizesse isso só para eu saber, porque havia um lado fraternal e doce da parte dele, mas também um pouco de inveja. Quer dizer, ele era competitivo." conta Goldberg ao The Washington Post.

Em 2018, Grohl comentou sobre o seu impacto emocional que sofreu no final do Nirvana.

"Depois da primeira gravação do Foo Fighters, nós pensamos: 'Ok, vamos fazer mais uma vez.' só que alguns de nós estávamos viajando pela Europa e passamos a vida fazendo isso, mas precisávamos fazer isso [gravar] de novo. Aí pensamos: 'Vamos fazer, só que agora, com um produtor e realmente vamos trabalhar nisso, porque no começo eu passava cinco dias sozinho no estúdio", conta Grohl.

"Com isso, as coisas caminharam e era uma boa maneira de sentir que a vida tinha tomado uma direção, e que havia algo para buscar. Eu não queria ficar parado no lugar que eu estava quando o Nirvana terminou."

Grohl acrescentou: "Eu nunca pensei que estaríamos onde estamos agora. Digo, qualquer um que imaginasse que isso aconteceria seria simplesmente loucura. Se alguém me dissesse que estaríamos onde estamos agora, eu diria que isso não seria possível."

O ex-empresário, que também trabalhou com artistas como Led Zeppelin e Bonnie Raitt, gerenciou o Nirvana de 1990 a 1994. No dia 2, ele lançou o Serving The Servant: Remembering Kurt Cobain - um livro com as suas memórias do vocalista, entrevistas com Courtney Love, Krist Novoselic e outros membros da família e amigos de Cobain, além de arquivos que antes não estavam disponíveis ao público.

Algoritmo da Vida: novo projeto da Rolling Stone Brasil busca sintomas de depressão mas redes sociais para prevenção do suicídio: