Kurt Cobain “estava desesperado para ser a maior estrela do rock”, diz Courtney Love

Viúva do líder do Nirvana contradiz a teoria de que o músico preferia evitar os holofotes

Rolling Stone EUA Publicado em 24/06/2014, às 10h03 - Atualizado às 11h38

Kurt Cobain - galeria do rock
Charles Peterson

Na nova série do canal National Geographic, The '90s: The Last Great Decade?, a ascensão do Nirvana, de banda local de Seattle a fenômeno mundial, é traçada através de imagens de arquivo e novas entrevistas. Como o vídeo que pode ser assistido abaixo mostra, Courtney Love contradiz o “mito” de que Kurt Cobain tentava evitar o estrelato afirmando que ele “queria muito” a fama.

Os Últimos Dias de Kurt Cobain.

“Sou muito teimoso para me permitir comprometer a nossa música ou nos transformar em grandes estrelas do rock”, diz Cobain. “Simplesmente não gosto disso", mas Courtney discorda da afirmação, dizendo que Cobain “queria muito” ser famoso. “Ele escreveu para todas as gravadoras, grandes e pequenas: ‘Nós pagamos, nos deixe estar no seu selo’. Ele estava desesperado para ser a maior estrela do rock do mundo. Kurt, contudo, fez com que isso parecesse ter sido imposto a ele.”

Nirvana: os bastidores e detalhes da reunião.

As cenas também mostram Cobain e Courtney, separadamente, descrevendo as sensações de serem caçados por fotógrafos e o motivo que os levou a não questionar um texto publicado na Vanity Fair, de 1992, no qual Lynn Hirschberg acusa a cantora de usar heroína durante a gestação de Frances Bean Cobain, única filha do casal.

In Utero, último disco do Nirvana, nasceu no Brasil.

A minissérie de três episódios tenta responder à questão: “Os anos 1990 foram a última grande década?”. A resposta, formada por 120 entrevistas que discutem tudo o que aconteceu na época, incluindo o governo de Bill Clinton na presidência dos Estados Unidos, o programa The Real World, da MTV, e até o hit "Macarena", é: não.

Assista ao trecho do documentário no player abaixo: