Kylie Minogue quer carreira no cinema

Cantora gostaria de atuar em filme ao estilo do clipe de "Where the Wild Roses Grow", feito em parceria com Nick Cave

Da redação Publicado em 11/05/2009, às 20h31

O que a cantora Kylie Minogue quer mesmo, a esta altura do campeonato, é uma carreira no cinema. Com 40 anos - metade deles dedicada a construir o hoje sólido título de pop star -, a australiana tem registro de aparições televisas no país natal desde 1976. Mas, em entrevista para promover sua primeira turnê norte-americana, admitiu "definitivamente ter feito as coisas erradas" nessa seara, o que contribuiu para um currículo um tanto inexpressivo como atriz.

Além da pontinha de luxo em Moulin Rouge - Amor em Vermelho, de 2001 (ela foi a "fadinha verde" da fita, alguém lembra?), Minogue tem participações esporádicas em diversos programas de TV, além de atuação em dois filmes da franquia Street Fighter, no papel de Cammy, lutadora moldada pela engenharia genética.

A primeira turnê norte-americana da cantora começa em 30 de setembro, marcado em seu MySpace para a cidade de Oakland e segue por Las Vegas, Los Angeles, Chicago, Toronto e Nova York. Com 10 álbuns de estúdio, um Grammy pelo single "Come Into My World", do álbum Fever (2001) e a proeza de ser conhecida simplesmente como "Kylie" em boa parte do mundo, ela ainda não é "sucesso incontestável" de público nos Estados Unidos - enquanto, por lá, a novata Lady Gaga emplaca dois hits seguidos no topo da Billboard, a veterana se contenta com um terceiro lugar para Fever.

Mas o fato, garante, nunca tirou seu sono. "Não me frustra. Frustrante é ser perguntada sobre isso e a presunção de que isso é algo que faz falta a minha vida e carreira."

Agora, tudo o que ela deseja é que um papel no cinema caia do céu - de preferência algo nos moldes de "Where the Wild Roses Grow", videoclipe bolado por Nick Cave, em 1996, para um dueto com a cantora. Bem menos rebolativa do que o costume, Minogue aparece contemplativa e em cenas avessas à raiz pop de praxe, como nas cenas em que ela está jogada, aparentemente morta, em um rio.

De acordo com a estrela, Cave - que semana passada teve um roteiro seu, planejado para ser a sequência de Gladiador, solto na internet - a teria visto "de uma forma completamente diferente. Acreditou em mim e teve esta ideia - e uma visão (sobre ela) - anos antes de me contatar. Nós trabalhamos juntos e foi absolutamente perfeito", contou à agência de notícias Reuters.

Ela está à espera de que esse raio caia de novo no mesmo lugar. "Minha fantasia, meu 'sonho acordado', é que haja um diretor, em algum lugar, pensando em algo nesse estilo, mas adequando isso ao contexto de um filme. Adoraria fazer mais filmes. Acabei me deixando levar para outra direção. Comecei como atriz e achei que era isso o que faria." Sua estreia no cinema foi com Os Delinquentes, há exatos 20 anos.

Apesar de querer deslanchar no cinema com um filme no estilo mais soturno de Cave, Minogue adiantou: seu 11° álbum será "pop, dance". "É meu estilo", disse, para então adicionar que um "estilo levemente novo" poderia temperar sua fórmula de sucesso.

Confira o clipe de "Where the Wild Roses Grow", com Kylie Minogue e Nick Cave: