Lady Gaga fala sobre justiça racial após ganhar prêmio humanitário: 'Devemos mudar nossas ações'

Cantora ganhou o prêmio Higher Ground, durante premiação da Beloved Community

Redação Publicado em 18/01/2021, às 11h53

None
Lady Gaga se apresenta no Superbowl Halftime Show 2017 (Foto: Ronald Martinez/Getty Images)

No último sábado, 16, Lady Gaga fez um discurso poderoso sobre justiça racial e crítico a supremacia branca após ganhar na Beloved Community, prêmiação humanitária. Quem organiza o evento é The King Center, organização sem fins lucrativos situada em Atlanta, a qual foi fundada em 1968 por Coretta Scott King, com o intuito de servir como um "memorial vivo" de Martin Luther King Jr. A informação é do NME.

Ela recebeu o prêmio Higher Ground, apresentado por Jennifer Hudson na cerimônia realizada virtualmente. "A cor da minha própria pele não passou despercebida neste momento tão radicalizado", disse. “Estou ciente de que estou diante de vocês como Stefani Germanotta, meu nome de batismo; como Lady Gaga, uma mulher branca famosa com o poder de uma grande plataforma. Minha identidade racial por si só centra minha brancura enquanto ainda tento encontrar meu lugar na amada comunidade do Dr. King Jr."

+++LEIA MAIS: Roger Taylor compartilha foto emocionante ao lado de Freddie Mercury; confira

Ela continuou: “Vidas negras importam. A alegria do povo negro é importante. Pessoas brancas, acredito que a vida negra representa o melhor de nossa nação e como pessoas brancas, acredito que temos a responsabilidade de desaprender, aceitar a verdade honesta sobre a história de nosso país, admitir que a supremacia branca nos torna insalubres e muda nossa próprios comportamentos para contribuir para um mundo onde a liberdade é real para todos."

"Pessoas brancas, acredito que devemos corrigir nossos erros sem medo, devemos mudar nossas ações e devemos fazer isso por nós mesmos. Este é apenas um dos nossos papéis na amada comunidade", explicou Lady Gaga. "Para adaptar um pouco da linguagem do Dr. King Jr, acredito que as pessoas brancas devem curar qualitativamente nosso interior e devemos mudar quantitativamente nossas ações e comportamentos."

De acordo com a cantora, "desaprender me permite caminhar pelo mundo de maneira diferente" e atualmente ela não diz "que não vejo cor, como costumava dizer. Em vez disso, agora celebro a cor. Dizer que eu não vejo cores já foi a maior coisa que me impediu de entender o que uma comunidade querida exige."

+++LEIA MAIS: Whindersson Nunes envia ventiladores pulmonares para hospitais de Manaus

Em outro momento do discurso, Gaga falou sobre supremacia branca. "Os sistemas de supremacia branca foram projetados por humanos", disse. "Eles são literalmente construídos socialmente, o que significa que podem ser desfeitos por humanos. Eu acredito que uma das maneiras pelas quais a liberdade pode ser possível é quando os brancos aceitam que os sistemas de opressão nos sirvam enquanto literalmente tiram a vida das pessoas de cor."

Veja abaixo o discurso da cantora na íntegra.


+++ TICO SANTA CRUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes