Lady Gaga revela gravidez após abuso sexual aos 19 anos

Em uma participação no The Me You Can't See, Lady Gaga falou sobre a dolorosa história da juventude

Redação Publicado em 21/05/2021, às 13h22 - Atualizado às 13h31

None
Lady Gaga (Foto: Jamie McCarthy/Getty Images)

Nesta sexta, 21, foi lançado o primeiro episódio da nova série de documentários da Apple TV+, The Me You Can't See, conduzida por Oprah Winfrey e Príncipe Harry. A produção apresentará diversas conversas sobre saúde mental com especialistas e celebridades - e a primeira convidada foi a cantora de 35 anos, Lady Gaga. As informações são da People.

Durante o episódio, a artista relembra a dolorosa história da juventude e fala sobre as consequências do estupro e as dores do trauma:  "Eu tinha 19 anos e trabalhava no ramo [música], e um produtor me disse: 'Tire a roupa'. E eu disse não. E eu saí, e eles me disseram que iriam queimar todas as minhas músicas. E eles não pararam. Eles não pararam de me perguntar, e eu simplesmente fiquei paralisada e eu só - eu não. Não me lembro", revelou em meio ao choro.

+++LEIA MAIS: Lady Gaga reage a campanha de fãs que pedem Artpop 2

Gaga também comentou que respeita as vítimas de estupro que revelam publicamente os agressores. No entanto, ela prefere não expor e decidiu não nomear o agressor porque "nunca mais quer enfrentar aquela pessoa novamente".

Tempo depois, quando ela foi a um hospital em busca de ajuda para a dor que estava sentindo, descobriu uma gravidez: "A pessoa que me estuprou me deixou grávida em uma esquina na casa dos meus pais, porque eu estava vomitando e enjoando. Porque fui abusada. Fiquei trancada em um estúdio por meses.". A cantora optou por abortar.

+++LEIA MAIS: Qual é o nome verdadeiro de Lady Gaga? E por que ela mudou?

Lady Gaga também contou ter se tornado uma pessoa diferente após toda a dor que enfrentou, e como consequência disso, teve um "surto psicótico". "Tive um surto psicótico total e, por alguns anos, não fui a mesma garota. A maneira como me sinto quando sinto dor é como me senti após ser estuprada. Já fiz tantas ressonâncias magnéticas e exames que não encontraram nada. Mas seu corpo se lembra", explicou. 

Devido à situação, a cantora precisou lidar com impulsos de automutilação, inclusive recentemente: "Você sabe por que não é bom se cortar? Você sabe por que não é bom se jogar contra a parede? Você sabe por que não é bom se machucar? Porque faz você se sentir pior. Você acha que vai se sentir melhor porque está mostrando a alguém: 'Olha, estou com dor'. Mas não ajuda."

+++LEIA MAIS: As 6 melhores músicas de Nasce Uma Estrela, filme estrelado por Lady Gaga [LISTA]

Ainda, Lady Gaga falou sobre o processo de cura: "Todo mundo pensa que [a cura] é uma linha reta, que é como qualquer outro vírus. Que você fica doente e depois fica curado. Mas não é assim, simplesmente não é assim."


+++ SUPLA: 'NA ARTE A GENTE TEM QUE SER ESPONTÂNEO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL