Lana Del Rey deixa o pecado e o simbolismo correrem soltos no curta Tropico

O filme de 30 minutos da cantora é estrelado também pelo modelo Shaun Ross

Rolling Stone EUA Publicado em 05/12/2013, às 17h03 - Atualizado em 12/12/2013, às 17h49

Lana Del Rey com vestido Lena Hoschek e joias Chopard
AP

John Wayne, Elvis Presley, Jesus e Marilyn Monroe estão curtindo o Jardim do Éden com um unicórnio. O que soa como a preparação para uma piada longa e esquisita é, na verdade, o começo do filme de curta-metragem longo e esquisito de Lana Del Rey, Tropico. O curta, que gira em torno de três faixas do disco dela Born to Die – Paradise Edition, estreou em Hollywood e agora chegou à internet. A direção é de Anthony Mandler e Lana estrela ao lado do modelo Shaun Ross. Assista abaixo.

Galeria - Relembre turnês esperadas que acabaram não acontecendo.

Tropico, que também foi escrito por Del Rey, começa com a cantora e Ross interpretando Adão e Eva, dançando de forma sedutora ao som da faixa dela "Body Electric" pelo Jardim. Enquanto isso, o quarteto Wayne, Elvis, Monroe e Jesus está de canto (assim como o unicórnio, não podemos esquecer dele). Depois que, como não poderia ser evitado, a maçã é comida, o casal é transportado para Los Angeles, nos dias de hoje, e lá Lana se transforma em uma stripper com o coração de ouro, enquanto Ross é um atendente de caixa entediado.

Lana Del Rey parece criticar Lady Gaga em nova canção; ouça aqui.

Na première de Tropico, Lana Rel Rey anunciou o nome de seu próximo disco, Ultra--Violence. “Eu queria que estivéssemos todos aqui reunidos para tentar visualizar o encerramento de um capítulo antes de lançar o novo disco”, ela disse na ocasião.

O Reinado de Lana Del Rey: fenômeno na internet, a cantora ainda não se sente bem no mundo real