Lana Del Rey diz que presidência de Trump ‘precisava acontecer’

Em entrevista, a cantora explicou que o mandato possibilitou reflexão sobre "o maior problema do mundo"

Redação Publicado em 13/01/2021, às 13h01

None
Lana Del Rey (Foto: Robb Cohen / Invision / AP)

A cantora Lana Del Rey deu uma declaração polêmica na última segunda, 11. Em entrevista à BBC Radio 1, a artista disse que o mandato do presidente dos Estados Unidos Donald Trump "precisava acontecer". As informações são da Consequence of Sound.

+++LEIA MAIS: Lana Del Rey e a romantização das relações abusivas

Durante a entrevista, Lana Del Rey falou que estava surpresa por “não termos um psicopata louco na televisão ao vivo como presidente há muito tempo porque é isso que vemos na TV e é o que vemos no Instagram”. 

De acordo com a artista, a candidatura de Trump foi necessária para trazer uma reflexão para a sociedade: “A loucura de Trump ... Por pior que fosse, realmente precisava acontecer. Nós precisávamos de uma reflexão sobre o maior problema do nosso mundo, que não é a mudança climática, mas a sociopatia e o narcisismo. Principalmente na América. Isso vai matar o mundo. Não é capitalismo, é narcisismo”.

+++ LEIA MAIS: Lana Del Rey interrompe show para procurar cigarro eletrônico que deixou cair do palco

Lana Del Rey também deu a opinião sobre a invasão ao Capitólio, que resultou em cinco mortes: “Acho que isso foi, na verdade, tirando o número terrível de mortes, um grande alerta. Sua vida não é sobre que tipo de sapato você compra, não é sobre estudar em Harvard ou Oxford. É sobre que tipo de pessoa você é. Se você é um idiota e todos dizem que você é, todos dizem que você é um babaca, então finalmente precisamos resolver este grande problema no mundo: o que fazemos com todas essas pessoas que não sabem que estão machucando outras pessoas? Colocamos todos juntos em uma ilha?”

A artista tratou os invasores do Capitólio como tomados por uma “raiva dissociada”, e que o ocorrido deve servir como alerta para os “superiores” que “ok, temos um problema agora. Não sabíamos que tínhamos metade do país querendo atirar no Capitólio”. 

+++ LEIA MAIS: Lana Del Rey esclarece comentários antifeministas: “Eu foco no futuro”

No final da entrevista, Lana Del Rey também disse que o fechamento das escolas (medida para tentar diminuir a transmissão de Covid-19) pode ter contribuído para a tentativa de golpe: “A instituição de um ensino muito firme para pessoas que não querem ir à escola tem sido muito difícil para pessoas que não pertencem a esse tipo de instituição, como provavelmente algumas das pessoas que estavam lá atirando em pessoas.”

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ TICO SANTA CRUZ | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL