Lauryn Hill lança a música “Neurotic Society (Compulsory Mix)”

A faixa, que deve estar no novo disco da cantora e rapper, traz críticas contra a sociedade contemporânea; ouça aqui

Rollign Stone EUA Publicado em 06/05/2013, às 09h05 - Atualizado às 18h24

Lauryn Hill em show em abril de 2011, no festival Coachella
AP

São quase três anos desde o último lançamento de Lauryn Hill e ela, evidentemente, está com a cabeça cheia: a cantora e rapper acelera fundo em uma torrente de palavras na nova “Neurotic Society (Compulsory Mix)”, música lançada nesta sexta-feira, 3.

“Eis aqui uma pequena parte que eu fui ‘obrigada’ a lançar imediatamente em virtude de um prazo legal iminente”, escreveu Lauryn em seu Tumblr. “Eu amo conseguir atingir as pessoas diretamente, mas, em um cenário ideal, eu não lançaria uma música nova com pressa... Mas a mensagem ainda está ali.”

Lauryn recebeu o prazo de pagar a restituição de impostos após ser condenada culpada, no ano passado, por evadir US$ 1,8 milhões em impostos entre os anos 2005 e 2007. O pagamento deveria ser realizado até o fim da última semana.

A ex-cantora do Fugees só tinha pago US$ 50 mil dos US$ 554 mil, quando um juiz federal, na semana passada, deu a ela mais duas semanas para o pagamento antes que ela fosse condenada.

A rapper depois anunciou que se uniu com a Sony para lançar um selo que distribuiria as suas novas músicas, aparentemente incluindo “Neurotic Society”. A música traz sons de harpa em cascata enquanto Lauryn dispara uma série de observações sobre a cultura popular em alta velocidade. “It's like post-war, they're looking for the communists or who the Marxists is / 10 mil pictures on Facebook, it's like the pot calling the kettle narcissist / Come on, really, saying the devil but you're the chief arsonist? / Hypocrites can't even see their own part in this”, rima ela.

Ela dá pistas do contexto da música em uma nota publicada junto com o vídeo, na qual ela se refere a Chris Kelly, rapper do Kriss Kross, que morreu na semana passada. “À luz da trágica perda de quarta-feira (do antigo companheiro de gravadora Chris Kelly), eu me sinto mais pressionada a GRITAR isso para a multidão que talvez não entenda o custo que pagamos por ainda permitirmos que paradigmas insalubres continuem sem ser controlados”.

A canção foi colocada à venda no iTunes ainda na sexta-feira, 3. Para ouvir a música, clique no player abaixo: