Led Zeppelin se reúne para único show

Na Inglaterra, apresentação vai comportar 18 mil

redação Publicado em 12/09/2007, às 00h00 - Atualizado em 13/09/2007, às 17h56

O quarteto original; no show de "reunião", Jason Bonham substitui o pai, John Bonham, morto em 1980
Site oficial

Vinte sete anos após seu fim, os monstros do rock Led Zeppelin anunciaram nesta quarta-feira, 12, uma reunião para um único show na Inglaterra, em 26 de novembro.

Os somente 18 mil ingressos já estão à venda no site do evento, que não está dando conta do número de acessos.

A saga por um ingresso para ver os lendários criadores de "Stairway to Heaven" é desafiadora: primeiro, conseguir navegar no site; depois, se inscrever - até 17 de setembro; e, por último, ser sorteado. Tudo isso para evitar a ação de cambistas, alega a organização. O preço da entrada é 125 libras - mais de 500 reais.

Em entrevista coletiva à imprensa, o vocalista Robert Plant, o guitarrista Jimmy Page e o baixista John Paul Jones confirmaram os boatos de que o show seria na O2 Arena. O concerto será uma homenagem ao fundador da gravadora Atlantic Records, Ahmet Ertegun, que morreu em 2006.

Jason Bonham, filho do baterista original John Bonham (morto em 1980 depois de alta ingestão alcoólica), deve tocar com o Zeppelin na apresentação.

O concerto na O2 Arena ainda terá shows de Pete Townshend, do The Who, Foreigner, Paolo Nutini e Bill Wyman And The Rhythm Kings. O organizador do evento, Harvey Goldsmith, afirmou que Mick Jagger, dos Rolling Stones, pode se juntar ao line-up do evento, e que o ex-baixista de sua banda, Wyman, pode tocar ao lado de Jagger.

Estratégias de marketing à parte, o Led Zeppelin lança, em 13 de novembro, uma nova coletânea, intitulada Mothership.

Os lucros do show único serão destinados a instituições de ensino no Reino Unido, dos EUA e da Turquia, país onde nasceu o homenageado Ertegun.