Left Brain, do Odd Future, é processado por suposta agressão a fotógrafa

O grupo também foi excluído do line-up do Big Day Out Festival, na Nova Zelândia

Redação Publicado em 07/11/2011, às 13h34 - Atualizado às 13h43

Odd Future
Foto: AP

A fotógrafa Amy Harris resolveu processar Vyron "Left Brain" Turner, do Odd Future, por causa do suposto tapa que levou dele enquanto tentava clicar o grupo, durante a perfomance deles em Nova Orleans, na semana passada. A informação é do site Venues Today, para o qual Harris estava trabalhando na ocasião. Os rappers tinham negado que Turner tenha batido em qualquer pessoa quando se apresentaram no Voodoo Festival, em 30 de outubro.

Turner está encarando uma ação de contravenção e agressão leve por ter, supostamente, golpeado Harris na cabeça, derrubando a capa da lente de sua câmera e deixando uma marca vermelha em seu rosto. A ofensa tem pena prevista de até US$ 1 mil em multa ou até seis meses de prisão.

Em uma declaração postada em seu site, Harris anunciou que estava refletindo sobre suas opções. Inicialmente, ela não queria registrar a ocorrência, porque acreditou que receberia um pedido de desculpa de Turner. "O modo inesperado como as coisas correram, incluindo um ataque do Odd Future a minha credibilidade e aos motivos para discutir o incidente, me fizeram reavaliar minha decisão inicial”, dizia parte de seu comunicado.

Essa não foi a única má notícia para o Odd Future este fim de semana. O grupo também foi excluído do Big Day Out Festival, na Nova Zelândia. Os promotores argumentaram como motivo o lobby de alguns setores. Grupos de defesa dos direitos de homossexuais em Auckland estavam protestando contra as letras da banda.