“Lembro do dia que o Chorão ouviu pela primeira vez sua música na rádio”, conta Rick Bonadio

Produtor trabalhou em diversos discos do Charlie Brown Jr.

Redação Publicado em 06/03/2013, às 12h42 - Atualizado às 14h39

Rick Bonadio
Divulgação

Rick Bonadio, responsável pela produção do primeiro disco do Charlie Brown Jr., divulgou um comunicado sobre a morte do vocalista Chorão. Além de ter trabalhado em Transpiração Contínua Prolongada (1997), que rendeu alguns dos maiores hits da carreira da banda ("O Coro vai Comê!" e "Proibida pra Mim (Grazon)" entre eles), continuou a parceria com o grupo em álbuns posteriores. Leia o comunicado abaixo:

“É muito triste dizer o quanto sinto pela morte do amigo Chorão. Nos conhecemos em 1996 quando recebi uma demo da banda Charlie Brown Jr. Depois disso foram oito discos que fizemos juntos. Lembro do dia que o Chorão ouviu pela primeira vez sua música na rádio: seu sorriso e euforia mostravam que ele estava disposto a brilhar muito. E brilhou... O legado das músicas e letras do Chorão sem dúvida influenciaram e vão continuar influenciando muitos jovens e bandas eternamente. Acredito que depois do Legião Urbana, o Charlie Brown Jr. seja uma das bandas mais representativas do rock nacional. Fará muita falta. Como amigo o Alexandre fará falta pelos papos, pelas novas composições que ele sempre me mostrava e pelo carinho e agradecimento que demonstrava a mim e a meus filhos. Fique em paz, Chorão, e como eu sempre dizia pra ele: ‘Faz mais um refrão’.”

Chorão foi encontrado morto no apartamento dele na madrugada desta quarta, 6, no bairro de Pinheiros, em São Paulo. O local estava revirado, e segundo o delegado responsável pela investigação do caso, os danos foram possivelmente causados pelo próprio músico. Exames serão conduzidos para determinar a causa da morte.

Galeria: últimos momentos de Chorão no Charlie Brown Jr.