Liam Gallagher anuncia disco solo para 2017 e diz: “Sou um idiota”

Ex-vocalista do Oasis tinha afirmado que “não sairia em carreira solo” porque não era “um idiota”

Redação Publicado em 25/08/2016, às 13h02 - Atualizado às 13h12

Beady Eye - Liam Gallagher
Jim Ross/AP

Depois de dizer que “não estou embarcando em uma carreira solo” e que “todos devem saber disso”, Liam Gallagher foi ao Twitter e anunciou que lançará um disco solo em 2017. O ex-vocalista do Oasis afirmou ter fechado um contrato com uma gravadora para o trabalho.

“Muito animado em assinar um contrato com a poderosa Warner Bros; estou em busca de fazer novos e açucarados sons”, escreveu o vocalista sobre o contrato com a Warner Bros. Records, parte do Warner Music Group. “Mantenha a esperança!”.

LEIA TAMBÉM

20 anos de Definitely Maybe: a estreia do Oasis faixa a faixa

[Blog] Liam canta “Wonderwall”, do Oasis, com fãs em Malta

[Lista] Noel Gallagher esteve presente na nossa lista de melhores de 2015

Presidente da gravadora no Reino Unido, Phil Christie também comentou a novidade. “Liam é um dos grandes de todos os tempos – brilhante, distinto, controverso e encantador”, disse. “O álbum que ele está atualmente gravando é grande, ambicioso e profundo, e parece importante e relevante culturalmente.”

Também no Twitter, o Gallagher mais novo se autodepreciou, dizendo: “É oficial, sou um idiota”. A frase foi escrita porque em entrevistas anteriores, ele chegou a dizer que não lançaria trabalhos e nem sairia em carreira solo porque ele “não era um idiota”.

Em entrevista para a matéria de capa da revista britânica Q – a primeira dele em anos –, Gallagher falou sobre as novas canções. “As músicas vão chocar as pessoas”, adiantou. “É um álbum composto por mim, que tem todos os ingredientes e soa bem.”

O ex-Oasis revelou eu estava trabalhando com “dois amigos meus”, sendo um deles um “multi-instrumentista que toca de tudo”. “São só umas dez ou 11 músicas que compus e foram escolhidas para serem gravadas”, afirmou. “Elas têm charme, atitude, as melodias são loucas e as letras são engraçadas para caralho. Não é Pink Floyd nem Radiohead.”