The Libertines faz show de retorno conturbado para 60 mil pessoas em Londres

Grupo britânico teve a apresentação paralisada diversas vezes durante o festival British Summer Time

Redação Publicado em 07/07/2014, às 17h01 - Atualizado às 21h52

The Libertines
Reprodução/Facebook

O Libertines está oficialmente de volta. O grupo britânico retornou de vez aos palcos com um show conturbado, que foi paralisado diversas vezes para garantir a segurança da plateia, no último sábado, 5. A banda entregou 23 canções ao público de aproximadamente 60 mil pessoas no Hyde Park, onde foi realizado o festival British Summer Time, em Londres.

Novo disco do Libertines é um sonho, diz Pete Doherty: “Ainda somos relevantes”.

A primeira apresentação importante do grupo de Pete Doherty e Carl Barât – já que a banda havia feito shows de aquecimento nos dias 28 e 29 de junho, em Glasgow, na Escócia (veja mais aqui) – foi marcada por uma plateia descontrolada e ânimos à flor da pele.

Pete Doherty admite que o Libertines vai se reunir por dinheiro.

De acordo com o NME, o show que começou com “Vertigo” e “Boys In The Band” logo foi interrompido pela segurança do local. “Não podemos continuar se vocês não se acalmarem um pouco”, disse Doherty na ocasião. Assista ao vídeo feito por um fã durante a primeira música:

Durante a apresentação, foram diversas paralisações, e o baterista Gary Powell chegou a ir à frente do palco para pedir para o público se acalmar. Em seguida, algumas pessoas chegaram a escalar as torres de som para ter uma melhor visão do palco. Barât disse: “Se vocês não pararem com isso, Pigman [Doherty] não vai conseguir fazer o solo”. Abaixo, a performance de “Can’t Stand Me Now”:

Umas das diversas frases irreverentes ditas por Doherty durante o show foi: "Libertine até morrer/ Libertine até morrer/ Sei que sou, tenho certeza que sou, Queen’s Park Rangers até morrer”, em referência ao time de futebol londrino a que pertenceu o goleiro brasileiro Júlio César.

Pete Doherty e Carl Barât ensaiam música antiga do Libertines; assista.

Barât e Doherty ainda se abraçaram e pularam exalando animação, encerrando com “I Get Along” o setlist que também contou com “Horrorshow”, “Time For Heroes”, “Music When The Lights Go Out”, “What Katy Did”, “Death On The Stairs”, “Radio America”, “Don't Look Back Into The Sun”, “Up The Bracket”, entre outras. Assista abaixo a um vídeo que mostra a paralisação do show durante a faixa “Time For Heroes”, e, em seguida, a performance de “What Katy Did”:

O Libertines agora se apresenta no Optimus Alive Festival, em Lisboa, no próximo dia 12, e, em seguida no Benicàssim Festival, na Espanha, dia 19. E a turnê de retorno do grupo está ficando cada vez mais gorda, com datas adicionadas em Paris (França), Amsterdã (Holanda), Bruxelas (Bélgica), Berlim e Dusseldorf (Alemanha), além de outros shows em Londres em setembro.