As 10 melhores músicas da lenda do blues B.B. King [LISTA]

Em homenagem ao ícone do blues, separamos algumas músicas essenciais para conhecer a carreira do músico

Keith Harris e Douglas Wolk / Rolling Stone EUA Publicado em 16/09/2019, às 14h09

None
B.B. King (Foto: Rogelio V. Solis/AP)

B.B King era muito mais do que uma guitarra Gibson e os solos matadores. Por décadas, ele foi um dos maiores astros negros da rádio com 75 hits de R&B entre 1951 e 1992. King levou consigo a bandeira do blues de Memphis durante toda a sua carreira, mas também prestou atenção na música popular à medida em que ela evoluía ao seu redor. 

+++ LEIA MAIS: Icônica guitarra de B.B. King, Lucille será vendida em leilão por até US$ 100 mil

Os melhores discos expandiram o que o blues poderia ser e atraiu os sons do R&B, soul e funk. A voz de King e os solos dilacerantes que ele tocava nas guitarras - que carinhosamente as chamava de Lucille - eram perfeitamente encaixados. 

Sendo assim, para celebrar o legado do bluesman que comemoria 94 anos neste 16 de setembro, separamos 10 músicas, todas de sucesso, como uma amostra da amplitude da arte do mestre do blues. 

"Three O’Clock Blues" (1951)

Essa é uma versão cover de "Three O'Clock Blues" de Lowell Fulson que King lançou em 1951 e se tornou o seu primeiro e maior hit ao liderar o topo das paradas de R&B por cinco semanas. 


"You Upset Me Baby" (1954)


"Every Day I Have the Blues" (1955)

A versão de King pode ter sido superada pela versão gravada por Joe Williams e pela Count Basie Orchestra, mas ao abrir os shows com "Every Day I Have the Blues" nos anos 1960, King se tornou o bluesman que é identificado até hoje.


"Sweet Sixteen" (1960)


"Don’t Answer the Door" (1966)


"Why I Sing the Blues" (1969)


"The Thrill Is Gone" (1970)


"Chains and Things" (1970)

Após o sucesso de "The Thrill Is Gone", King começou a experimentar arranjos inspirados no pop e no rock. 


"To Know You Is to Love You" (1973)


"Never Make a Move Too Soon" (1978)