Livro de Star Wars confirma que Palpatine morreu em O Retorno de Jedi e voltou como clone em A Ascensão Skywalker

O longa-metragem não explica ao certo como o vilão voltou dos mortos

Redação Publicado em 02/03/2020, às 08h18

None
Imperador Palpatine (foto: reprodução Lucasfilm)

A adaptação para livro de  Star Wars: A Ascensão Skywalker, que contém algumas cenas inéditas, confirmou que o Imperador Palpatine que aparece no filme é, de fato, um clone.

Escrito por Rae Carson, o romance que será lançado no dia 17 de março conta, em trechos liberados antecipadamente, com detalhes o momento que Kylo Ren chega ao planeta Exegol para confrontar Palpatine, e explica que o corpo físico do vilão era um clone:

+++LEIA MAIS: 7 games incríveis de Star Wars que deveriam ser adaptados para o cinema o quanto antes

Em tradução livre: “Todos os frascos estavam sem líquido, exceto um, que estava quase no fim. Kylo examinou de perto. Ele havia visto este aparelho antes, quando estudou as Guerras Clônicas, quando era garoto. O líquido que fluía ao pesadelo vivo em sua frente lutava uma batalha fracassada para nutrir o corpo pútrido do Imperador.”

“E o que você poderia me dar?', perguntou Kylo.Imperador Palpatine estava vivo, após um molde, e Kylo sentia em sua alma que o corpo clonado guardava o espírito real do Imperador. Era um recipiente imperfeito, no entanto, incapaz de sustentar seu imenso poder. Não poderia durar muito.”

+++LEIA MAIS: Star Wars pode introduzir um novo Baby Yoda, mas fora da série The Mandalorian

Então o Imperador morreu em O Retorno de Jedi (1983), quando Darth Vader salva Luke, mas apenas em corpo. O espírito dele foi transferido para o clone que aparece em A Ascensão Skywalker

Essa possibilidade já foi citada em alguns livros de Star Wars como a Transferência de Essência, uma técnica Sith que permite o espírito do usuário possuir outro corpo.


+++ KAROL CONKA NO DESAFIO 'MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO'