Livro de Star Wars explica o que aconteceu com o sabre de luz verde de Luke Skywalker

O livro Os Últimos Jedi foi lançado em 6 de março de 2018

Redação Publicado em 22/01/2020, às 17h31 - Atualizado às 17h47

None
Mark Hamill como Luke em Star Wars: O Retorno do Jedi (Foto: Reprodução)

O sabre de luz azul da família Skywalker teve significado importante no seguimento da trilogia, uma vez que uniu as três séries de longas da franquia Star Wars. No entanto, a arma foi perdida e um sabre verde - cujo destino sempre foi um mistério - foi criado em seu lugar. Segundo o livro Os Últimos Jedi, de Jason Fry, as Caretakers de Ahch-To cuidaram da arma de luz.

+++LEIA MAIS: A Ascensão Skywalker tem a pior avaliação de toda a saga Star Wars

Antes do sabre azul ser queimado nas areias de Tatooine em Ascensão Skywalker, Lukeperdeu a arma em O Império Contra-Ataca e criou um novo instrumento de luta, um sabre verde. A arma só foi vista mais uma vez na produção, em um flashback no longa Os Últimos Jedi

A cena revela uma das maiores vergonhas de Luke: quase ter matado seu sobrinho, Ben Solo, com o sabre de luz verde. E parece que Luke nunca o usou novamente depois que se retirou para Ahch-To.

+++LEIA MAIS: Star Wars: Taika Waititi, de Thor: Ragnarok, pode dirigir próximo filme da saga

Segundo o livro Os Últimos Jedi, as Caretakes, criaturas vestidas como freiras vistas no filme, cuidaram dos itens, incluindo a bússola estelar e o sabre de luz. Apesar do destino do sabre de luz ainda ser incerto, as informações divulgadas na obra deram dicas do que pode ter acontecido com a arma de Luke.


+++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 1), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL