Loaded se esforça, mas só brilha no SWU com a nostalgia do Guns N’ Roses

Quarteto de Duff McKagan, ex-companheiro de Axl Rose, só ganhou o público do SWU com covers do Guns

Paulo Terron Publicado em 14/11/2011, às 16h36 - Atualizado às 17h23

Duff McKagan's Loaded se apresentou no Palco Consciência do SWU nesta segunda, 14

Ver Galeria
(4 imagens)

A chuva não dá trégua para o Guns N’ Roses – e nem para os ex-integrantes da banda no Brasil em 2011. O Loaded, liderado pelo baixista (e aqui também guitarrista e vocalista) Duff McKagan, aprendeu essa lição no terceiro dia de SWU, em Paulínia, nesta segunda, 14, tocando na chuva, assim como seu ex-grupo fez no Rock in Rio, no mês passado.

Outra ponto que o músico deve levar em consideração: apesar das músicas do quarteto serem recebidas com muita educação pela plateia do festival, é nas faixas do Guns – ou nas covers gravadas pela banda de Axl – que a apresentação engrena.

Entre muitos “São Paulo, I love you” e outras declarações de amor, McKagan mostrou músicas dos três álbuns do Loaded. A abertura foi com “Executioner’s Song”, de The Taking (2011), e seguiu com faixas do mesmo trabalho, como “We Win” (“Escrevemos essa para vocês do Brasil”, explicou o músico), “Dead Skin” e “Cocaine”.

O clima melhorou com a versão de “New Rose” (do The Damned, gravada pelo Guns N’Roses em The Spaghetti Incident?, mas só explodiu perto do final, quando o Loaded engatou a sequência “Dust N’Bones” (de Use Your Illusion I, 1991), “Attitude” (do Misfits, também registrada pelo Guns, na qual McKagan desceu do palco para tocar mais perto do público) e o final explosivo com “It’s So Easy” (da estreia do Guns N’Roses em disco, Apettite For Destruction, 1987).

Neste ano, Duff McKagan foi indicado ao Hall da Fama do Rock and Roll pelo trabalho dele com Axl Rose e os outros companheiros. Segundo Axl, o Loaded deve abrir alguns shows da atual formação do Guns. Ou seja, é uma época perfeita para nostalgia – e McKagan não parece se incomodar.