Lobão explica como Greta Van Fleet salvou o rock; entenda

Para ele, banda supre a necessidade da humanidade de buscar algo que já conhece

Redação Publicado em 06/06/2019, às 19h52

None
Lobão (Foto: Anatole Klapouch / Divulgação)

Lobão compartilhou em seu canal de YouTube nesta segunda, 3, um vídeo falando sobre o fenômeno Greta Van Fleet, a nova banda de hardrock que muitos consideram apenas um “cover de Led Zeppelin”, a nostalgia da sociedade e o futuro do rock.

O músico opinou que a banda composta por garotos de 20 e poucos anos veio para resgatar a essência clássica do rock, e isso foi uma necessidade que nasceu porque a sociedade passa por ondas de inovações e busca pelo que já é acostumada. “Esse resgate tem uma coloração de heroísmo e salvação do rock? Tem, sim”, argumentou.

+++ Reclamam da morte do rock mas depois critiam a gente, diz Greta Van Fleet

“Eu percebi esse fenômeno [de busca pelo clássico] em 1991, quando vi coisas como um Corvette 1947, e os amplificadores começaram a ter uma cara mais vintage… Vi o renascimento do vinil, e percebi que a sociedade tem ciclos. Às vezes, a modernidade cede espaço do Avant Garde para uma nostalgia da modernidade. Temos tanta informação e inovação que é inevitável, para poder digerir, esses reboots”, explicou.

Para ele, o Greta chegou para “reiniciar” o estilo que perdeu suas principais características nos últimos anos, resultando em uma perda de identidade e saudosismo, e a nostalgia serve para reafirmar hábitos. “Com o anti-rock e aquelas bandas que tocam guitarras [na altura do pescoço], que tem caras esquisitões e meio nerds que foram desconstruindo o estilo, isso levou ao Greta Van Fleet. [Eles tocam] rock. Rock feito gente grande. Guitarra/baixo/bateria. Voltou a base, isso aconteceu.”

+++ Guitarrista do Greta Van Fleet elege Ximbinha como melhor guitarrista brasileiro 

A banda, que passou pelo Brasil em 2019, é uma síntese do estilo mais importante da música,  na opinião de Lobão. “Greta é uma banda que assegurou e subscreveu que o rock está vivo e é forte, e ainda é a expressão mais possante contemporânea dentro da música. Blues, R&B, rap, tudo isso não chega aos pés do viés de síntese poderoso com classe, o rock'n'roll mostra que está com tudo e não está prosa com o Greta Van Fleet”, acrescentou.

+++ Rocketman, Bohemian Rhapsody e mais: as maiores cinebiografias de todos os tempos