Lollapalooza 2013: DJ Marky vira maestro e comanda bandas em clássicos da música eletrônica

Projeto Technostalgia chamou atenção pelo inusitado e resgatou clássicos na memória do público

Lucas Reginato Publicado em 29/03/2013, às 23h30 - Atualizado em 02/04/2013, às 19h25

Leilah Moreno cantou no projeto Technostalgia, de DJ Marky.
Divulgação / Lollapalooza

É um show de música eletrônica, mas no meio do palco um animado protagonista agita a batuta. É DJ Marky, ou melhor, maestro Marky. Na tenda Perry do Lollapalooza nesta sexta, 29, ele teve a sua disposição duas bandas para recriar clássicos da música eletrônica. E tocou fundo na nostalgia da plateia.

Lollapalooza 2013: leia entrevistas com alguns dos principais artistas internacionais do festival.

Foram hits como “Bizarre Love Triangle”, do New Order, “Unfinished Sympathy”, do Massive Atack, e “Go!”, do Moby. Canções de várias épocas distintas que se agruparam de forma completamente coerente no projeto que teve vocais da cantora Leilah Moreno (foto).

O Red Bull Technostalgia chama a atenção pelo inusitado. Ninguém esperava ver no meio de artistas como Boss in Drama e Knife Party um projeto analógico, com tantas pessoas em cima do palco. Tudo com certeza é milimetricamente ensaiado – as passagens de uma música para a outra são impecáveis – e não tem botão de play ou software para que isso aconteça.

Pode ser que o espectador não tenha se empolgado tanto como em um show de algum outro DJ do dia. Mas provavelmente quem viu não vai esquecer tão cedo dos malabarismos musicais de Marky, o maestro, e suas duas bandas.