Lollapalooza 2015: recém-chegados do SXSW, roqueiros do Scalene se dizem curiosos para ver Pharrell Williams

Banda de Brasília conversou com a Rolling Stone Brasil enquanto assistia ao show do Far From Alaska

Lucas Borges Publicado em 29/03/2015, às 16h59 - Atualizado às 17h31

Tomás Bertoni no Lollapalooza
Divulgação/MRossi

Depois de ter se apresentado no prestigioso festival norte-americano SXSW, a banda de rock Scalene abriu o segundo dia do Lollapalooza 2015, neste domingo, 29, em São Paulo, com show logo às 11h50. Depois decidiram curtir o evento.

Lollapalooza 2015: Far From Alaska "enche público de porrada" e se oferece para voltar em 2016.

Os irmãos Gustavo e Tomás Bertoni foram flagrados ouvindo o show do Far From Alaska e, depois de tirar muitas fotos com fãs, falaram à Rolling Stone Brasil sobre as expectativas no Lolla e sobre os projetos da banda.

Os melhores discos nacionais de 2014.

“O mais legal do nosso show foi ver fãs do Brasil inteiro, todo mundo se juntou e veio ver a gente. E agora viemos ver o Far From Alaska, são amigos nossos e está foda pra caralho”, disse Tomás, guitarrista e tecladista. O Scalene, aliás, gravou uma faixa com o Far From Alaska recentemente (leia mais aqui).

“No SXSW, a gente tocou e o público estava a um metro da gente, são muitos shows, de muita gente e muito espalhados, a gente viu apresentações de bandas ‘cabulosas’ pra 30, 100, 120 pessoas. Todo show, na verdade é, questão de focar, executar e conectar com o público”, comparou o guitarrista e vocalista Gustavo.

Lollapalooza 2015: com extravagâncias e particularidades, Jack White faz show instigante no encerramento do primeiro dia de festival.

Curiosamente, Three Days Grace, Foster the People e Smashing Pumpkins foram citados individualmente como atrações que eles gostariam de ver neste domingo, 29, no Autódromo de Interlagos, mas só houve concordância em relação à performance de um astro pop.

Lollapalooza 2015: Kasabian mescla guitarras roqueiras e música eletrônica em show heterogêneo.

“Estou curioso para ver como é o show do Pharrell Williams. Vai ser massa”, afirmou Tomás, seguido do irmão. “Também estou curioso para ver o Pharrell pelo momento em que ele está, não sou o maior fã, mas quero ver como vai ser a produção, o approach que ele tem”.

O Scalene se prepara para lançar, em maio deste ano, o terceiro disco, depois de Cromático, de 2012, e Real/Surreal, de 2013. Entre abril e maio (ainda não há programação oficial), eles sairão em turnê e já têm datas marcadas no sul do país e no estado de São Paulo.

Leia também