Pulse

Lollapalooza 2019: com show mais político, Scalene motiva gritos contra Bolsonaro

Entre a calmaria e o caos, Scalene mostra o motivo de ser um dos principais nomes do rock brasileiro da atualidade

Pedro Antunes Publicado em 05/04/2019, às 14h50

None
Tomas Bertoni, da banda Scalene, no Palco Budweiser do Lollapalooza 2019 (Foto: Denis Ono)

Em 2015, Scalene também esteve no Lollapalooza Brasil, mas, nossa, como tudo muda em quatro anos. Desde então, eles passaram pelo Superstar, competição musical da TV Globo, lançaram discos, inspiraram um espírito de coletividade na cena de rock independente brasileira e até no principal palco do Rock in Rio eles tocaram, em 2017.

O tempo fez bem à Scalene. Ou melhor, a Scalene fez bom uso do tempo.

+++ Tudo sobre o Lollapalooza 2019: shows imperdíveis, revelações e dicas de sobrevivência

Embora o horário no Lollapalooza ainda seja ingrato, com show iniciado às 14h, quando o Autódromo de Interlagos, nesta sexta-feira, 5, ainda estava mais vazio que a média por se tratar de um dia útil, a banda levou um bom número de pessoas para frente do Palco Budweiser, o principal do Lollapalooza 2019.

Foi ali que ocorreram as primeiras manifestações políticas do festival. Quando Scalene tocou “Distopia”, uma faixa pesada e de letra bastante combativa, as pessoas se sentiram encorajadas a se expressarem contra o Presidente da República.

“Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*, repetiu o coro, algumas vezes.

Com os irmãos Gustavo e Tomas Bertoni na frente da Scalene, o grupo mostrou vigor de suas canções mais recentes, do álbum magnetite, o terceiro deles.

+++ Conheça todas as bandas brasileiras que estarão no Lollapalooza 2019

Mas também criaram momentos de tranquilidade, com músicas como “Surreal” e “Entrelaços”. Entre calmaria e caos, Scalene cria um embate entre duas forças antagônicas.

No palco, num show, funciona muito bem. A banda voltou ao Lollapalooza e mostrou que poderia ter um horário de maior destaque na escalação.

+++ Scalene e rapper BK se unem para música contra a posse de armas; ouça Desarma