Lollapalooza 2019: The Struts apresenta um hard rock conservado no formol

Greta Van Fleet é outro representante do gênero que toca no último dia do festival

Redação Publicado em 07/04/2019, às 17h33

None
Luke Spiller, vocalista do The Struts, durante o Lollapalooza 2019 (Foto: Camila Cara)

Ao som de uma sirene e bombardeios, o The Struts começou sua apresentação glam e extravagante no palco Budweiser assim que o céu deu o primeiro indício de se livrar das nuvens.

Com um hard rock que surpreendentemente cativou o público jovem e alternativo do Lolla, a banda abriu com “Primadonna Like Me”, e manteve a mesma energia e a mesma pegada até o fim.

As roupas brilhantes e o sorriso não são as únicas coisas que o vocalista Luke Spiller herda de Freddie Mercury. A atitude de flerte com a plateia, a habilidade no piano e a potência vocal também se mostraram presentes.

“Esse é o nosso primeiro show no Brasil, e o primeiro vai ser o melhor”, garantiu antes de começar “Fire”.

Todos cabeludos e com as franjas coladas na testa por causa do suor, The Struts fez o show mais velho para o público mais jovem, que erguia sem parar no ar o gesto de rock’n’roll.

O sinal de abertura de um céu azul, que marcou o início da apresentação, havia sumido ao final. As nuvens cinzas estavam de volta, e, enquanto ouviam as baladas oitentistas, pareciam ter decidido ficar.

Primeiro os herdeiros do Queen tocaram. A próxima atração hard rock fica por conta do Led Zeppelin. Quer dizer, Greta Van Fleet