“Lou Reed era um poeta muito especial”, diz Patti Smith

A cantora conta que a forma de Reed se apresentar ao vivo a influencia até hoje

Rolling Stone EUA Publicado em 29/10/2013, às 11h41 - Atualizado às 11h53

Patti Smith
AP

Nas últimas 28 horas, diversos artistas fizeram tributos ao ícone do rock Lou Reed, que morreu no último domingo, 27, aos 71 anos. A estrela do punk rock Patti Smith, que frequentava os mesmos círculos que Reed na cena de Nova York, na década de 70, conversou com David Fricke, da Rolling Stone EUAa respeito a morte dele – mais especificamente, falou sobre como ele ainda a inspira nas performances ao vivo.

Lou Reed: 20 músicas essenciais da lenda do rock.

“Lou era um poeta muito especial – um escritor de Nova York da mesma forma como Walt Whitman era um poeta de Nova York. Uma das coisas que herdei de Lou, e que nunca perdi, foi o processo de me apresentar ao vivo com base em uma batida, improvisar poesia, a forma como ele variava entre os mesmos acordes por 14 minutos. Isso foi uma revelação para mim.”

Veja imagens de momentos da vida de Lou Reed.