Madonna acusa BBC Radio de discriminação etária depois que a música dela foi banida

Funcionário da emissora britânica afirmou que não tocaria a canção "Living for Love" para diminuir a média de idade dos ouvintes

Rolling Stone EUA Publicado em 14/03/2015, às 16h43 - Atualizado às 17h17

Madonna apresenta a faixa "Living for Love" no Grammy 2015
AP

A longeva estrela pop Madonna acusou a BBC Radio 1 de discriminação etária depois de um integrante da rede do Reino Unido ter afirmado que não tocaria a faixa "Living for Love”, do novo disco da cantora, Rebel Heart, para diminuir a média de idade dos ouvintes.

Rebel Heart Tour: Madonna anuncia shows nos Estados Unidos e na Europa.

Ao jornal The Sun, Madonna chamou a decisão da emissora de “discriminatória e injusta” e questionou: “Isso não deveria ter a ver com escrever uma música pop boa e atraente?”

Madonna conta que sofreu lesão na cervical em queda no Brit Awards: “Era isso ou ser estrangulada”.

“Meu empresário me falou, ‘se você não está nos 20 e poucos anos, é difícil. Você pode ter um disco tocado nos 30. Tem gente que consegue, Pharrell teve sorte. Mas quando se está nos 50, pode esquecer.”

“Living for Love”: Madonna divulga imagens dos bastidores de clipe.

“Eu não sabia que isso tinha algo a ver com minha idade. Só faço meu trabalho. Fizemos tantos avanços em outras áreas, direitos civis, direitos dos homossexuais, mas preconceito etário ainda é uma área que é um tabu e com a qual não lidamos”, completou.

De 1990 a 2012: dez polêmicas de Madonna.

Em comunicado oficial, a BBC declarou que a idade de um artista não é um fator preponderante”. No entanto, o chefão musical da Radio 1, George Ergatoudis, confirmou a versão criticada por Madonna.

“O conselho diretivo da BBC nos pediu para ir em busca de audiência jovem. Temos que concentrar em gente de 15 a 30 anos. Precisamos derrubar nossa média de idade. Isso é algo do qual estamos bastante conscientes. A vasta maioria das pessoas que gostam de Madonna está acima dos 30 e, francamente, nós deixamos Madonna para trás."

Como sinal de apoio à cantora, a DJ Annie Mac tocou "Living for Love" na BBC Radio 1. A faixa também aparece na playlist da BBC Radio 2, segundo a emissora, frequência voltada para ouvintes mais velhos.

Recentemente, à Rolling Stone EUA, Madonna falou sobre o problema na cultura pop e na sociedade: "Ainda é a área na qual você pode discriminar alguém completamente e falar merda. Por causa da idade. Só mulheres, contudo. Homens, não. Nesse ponto, então, ainda vivemos em uma sociedade muito sexista”.

“Qual é a diferença entre isso e racismo ou qualquer forma de discriminação? Estão me julgando pela minha idade. Não entendo. Normalmente, quando uma mulher atinge certa idade, ela aceita que não pode se comportar de determinada forma. Mas eu não sigo as regras. Nunca fiz isso e não vou começar a fazer”.