Pulse

Madonna defende Michael Jackson das acusações de abuso sexual

"Eu não tenho uma mentalidade de linchamento", conta a rainha do pop

Redação Publicado em 08/05/2019, às 15h48

None
Madonna (Foto: Evan Agostini/Invision/AP) e Michael Jackson (Foto: AP)

No meio do seu retorno à carreira musical com o seu 14º disco Madame X, Madonna, em entrevista para a revista Vogue, deu a sua opinião sobre as acusações de abuso sexual contra Michael Jackson feitas no documentário Deixando Neverland.

A rainha do pop disse não ter visto o documentário, mas afirmou: "Eu não tenho uma mentalidade de linchamento, então, na minha opinião, as pessoas são inocentes até que se prove o contrário”.

+++ Madonna voltou à música porque se sentiu deprimida e solitária

"Eu tive mil acusações feitas a mim que não são verdadeiras. Então minha atitude quando as pessoas me dizem coisas sobre as pessoas é: "Você pode provar isso?", acrescenta a cantora.

O documentário divide opiniões desde a sua estreia. A narrativa é dada pela perspectiva de Wade Robson e James Safechuck que alegam ter sofrido abusos sexuais nas mãos do astro, no rancho Neverland, nos anos 1980 e 1990. Rádios de todo o mundo baniram as músicas do artista e marcas de roupa, cantores e museus retiraram as homenagens feitas ao músico. Enquanto isso, a família de Jackson busca uma nova investigação para tentar limpar o legado do artista

+++ Amigo de Michael Jackson acredita em acusações feitas em Deixando Neverland

+++ Biógrafo de Michael Jackson encontra provas que podem anular Leaving Neverland

+++ Cheia de amor, Cynthia Luz se posiciona como dona da voz (rouca) em ascensão do pop e R&B nacional