Madonna proíbe Sarah Palin em seus shows

Cantora afirma na abertura da turnê nos EUA que candidata à vice-presidência não será bem-vinda em suas apresentações

Da redação Publicado em 07/10/2008, às 12h42

Madonna abriu a fase norte-americana de sua nova turnê criando mais polêmica em relação ao partido republicano.

A rainha do pop disse, se dirigindo à platéia de Nova Jersey, que não quer a candidata republicana à vice-presidência dos EUA em seus shows no país. "Sarah Palin não pode vir à minha festa. Sarah Palin não pode vir ao meu show. Não é nada pessoal", afirmou.

É segunda vez que Madonna provoca os republicanos durante a turnê Sticky & Sweet. No primeiro show da maratona, na cidade de Cardiff, no País de Gales, Madonna foi criticada por mostrar imagens de John McCain, candidato republicano à presidência, e Adolf Hitler, como se estivesse fazendo uma comparação.

À época, um porta-voz de McCain afirmou que a atitude da cantora foi "ao mesmo tempo revoltante e inaceitável".

Madonna faz cinco shows no Brasil em dezembro, no Rio de Janeiro (14 e 15) e São Paulo (18, 20 e 21). Suas únicas apresentações no país aconteceram há 15 anos, durante a turnê The Girlie Show.