Madonna terá de calcinhas até carta de Tupac leiloadas após perder ação judicial

O rapper explicou, em carta escrita à mão em 1995, porque queria terminar o namoro

Redação Publicado em 04/06/2019, às 20h19

None
Madonna no GLAAD Media Awards (Foto:Evan Agostini/Invision/AP)

Uma coleção de ítens pessoais de Madonna entrará em leilão pela internet pelo site de vendas Gotta Have Rock N’Roll no próximo mês. Entre os ítens vendidos estão uma escova de cabelos com alguns dos fios loiros da estrela, um par de calcinhas de cetim e uma carta que recebeu de Tupac.

A carta de Tupac Shakur foi escrita à mão, assinada e datada de 15 de janeiro de 1995. Nela, o rapper dá um fora na rainha do pop, pois achava que namorar uma mulher branca poderia estragar sua carreira.

“Você consegue entender isso?”, escreveu o músico na ocasião. “Para você, ser vista com um cara negro, não estragaria sua carreira. No máximo, faria você ser vista como alguém muito mais aberta e excitante. Mas pelo que percebi, por conta da minha ‘imagem’ eu estaria decepcionando pelo menos metade das pessoas que fizeram de mim quem sou. Nunca quis te magoar”, dizia um parágrafo da carta de três páginas.

Uma foto da folha foi publicada no site de leilões pela primeira vez em 2017 e veio das mãos de Darlene Lutz, ex-funcionária de Madonna. Há dois anos, não entrou à venda por um processo judicial movido pela cantora, que afirmou não saber que a vendedora tinha cerca de 20 de seus ítens pessoais em posse.

Nesta terça, 3, um tribunal de apelações de Nova York decidiu que a estrela não pode apresentar queixas contra Darlene, e permitiu a venda de todos os ítens. Segundo eles, o acordo de liberação que Madonna fez com a vendedora é “muito abrangente”, e ela está “livre para fazer o que desejar com as propriedades que são dela por direito.”

No último ano, Madonna também viu uma de suas calcinhas ir à leilão na internet. O ítem foi um presente dela para Peter Shue, e era acompanhada de um bilhetinho de amor escrito por ela.

+++ De Zeca Pagodinho a Kendrick Lamar, Djonga escolhe os melhores de todos os tempos