Mãe de Alice Cooper não aprova nome ‘feminino’: ‘Me chama de Vince até hoje’

O astro de 72 anos mudou legalmente o nome na década de 1970

Redação Publicado em 15/04/2020, às 17h00

None
Alice Cooper (Foto: Rob Grabowski / Invision / AP)

Alice Cooper nasceu em 4 de fevereiro de 1948 batizado de Vincent Damon Furnier. No entanto, nos anos 1970 o ícone do rock alterou legalmente o nome para outro considerado feminino, “Alice”. A mudança representa a marca do músico, mas nem todos gostaram.

+++LEIA MAIS: Alice Cooper precisou sair ‘correndo’ da Alemanha para conseguir voltar para casa em meio à pandemia de coronavírus

Segundo o Whiplash, a mãe de Cooper, Ella Mae, não aprovou a ideia. O astro, atualmente com 72 anos, comentou sobre a mudança de nome em entrevista: "Aquele foi um dos momentos mais brilhantes da minha vida. Minha mãe é a única que me chama até hoje de Vince. Ela diz: 'Ei superstar, leve o lixo pra fora'".

Alice Cooper era originalmente o nome da banda da qual o músico fazia parte como vocalista. No entanto, o grupo se separou, e Vincent adotou o nome para si pouco tempo depois.  

+++ LEIA MAIS: Juntos em banda, Alice Cooper opina sobre habilidade de Johnny Depp na guitarra

Cooper ficou mundialmente conhecido devido aos shows de rock inovadores, visual gótico e apresentações chocantes. Em 2006, a Rolling Stone EUA o elegeu o “mais amado artista do heavy metal". 


+++ SESSION RS: SCALENE TOCA ASSOMBRA